Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quarta-feira 16 de Janeiro de 2019

2 3
:
1 4
:
5 3

Últimas Noticias

Torpedos

Cidadão revoltado

Já passou da hora da prefeitura de Confresa se pronunciar quanto à ÁGUAS DE CONFRESA pelo...

lucas do Pan

Ola gente vamos ver se o novo governo do MT vai construir o nosso hospital aqui no pan. OU É SÓ...

ONDA DE FURTOS

Pessoal já está mais que na hora de pegar esses meliantes que andam roubando em nossa cidade, já...

Campanha Publicitária

Classificados

Lote

Cidade: Confresa

Anunciante: Leandro

Valor: 18.000,000

saveiro g2

Cidade: confresa

Anunciante: Lucas

Valor: 6.000

Kitnet

Cidade: Confresa mt

Anunciante: Verônica Nascimento

Valor: A combinar

Notícias / Artigos e Opinão

30 Jul 2016 - 09:20

Advogado agroambiental alerta sobre a importância da fiscalização e preservação do Rio Araguaia

O advogado destaca que diversos problemas ambientais podem ser diagnosticados ao longo do Araguaia

Agência da Notícia com Marcelo Feitosa Cristiano Borges

Reprodução

Marcelo Feitosa Cristiano Borges (Crédito: Reprodução)

Marcelo Feitosa Cristiano Borges

Publicidade

Publicidade

 O Rio Araguaia é a principal atração turística de Goiás em julho. Nesta época de férias, a água fica em um nível mais baixo e permite a formação de acampamentos, reunindo turistas de todo País. Apesar de ser lembrado principalmente pela opção de lazer, o advogado agroambiental Marcelo Feitosa faz um alerta: “O Rio não é mais o mesmo. O cenário atual é muito diferente do manancial de 40 ou 50 anos atrás e carece de medidas pontuais de preservação”.

Segundo Feitosa, o Araguaia sofreu profundas degradações nos últimos anos em razão de interferências ocasionadas pelo homem e pela omissão estatal frente aos recursos naturais de sua bacia. “O Rio não recebe a importância devida do Poder Público, já que prefere deixá-lo como alvo de propaganda governamental para julho, temporada de férias. Para o governo, parece haver vida ali apenas no mês de maior aglomeração de turistas”, afirma.

O advogado destaca que diversos problemas ambientais podem ser diagnosticados ao longo do Araguaia, desde a clássica destruição das áreas de preservação permanente até o uso indiscriminado de pivôs de irrigação que captam irregularmente as águas do Rio. Para ele, Goiás tem uma das legislações ambientais mais modernas do Brasil, que, por si só, é capaz de prevenir e preservar fortemente a bacia, mas lamenta sobre a ausência de fiscalização ambiental.

Feitosa acrescenta que um bom programa de educação ambiental, juntamente com o Estado mais próximo ao produtor rural, ajudaria a aniquilar os principais problemas.“Apenas a conjugação de esforços da sociedade e do Poder Público poderá ajudar a recuperação da qualidade ambiental deste manancial, que é vitrine para a humanidade. A efetividade e a aplicabilidade da legislação ambiental devem ser salvaguardas para conter a sensação de impunidade ecológica. O Rio Araguaia merece vida”, finaliza. (Vinícius Braga)

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

Campanha publicitária
 
Sitevip Internet