Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 26 de Março de 2019

Publicidade
0 5
:
1 4
:
4 4

Últimas Noticias

Torpedos

BR 158

O Problema de Conclusão da BR 158 é "FIM DO PROPINODUTO", pois mudou o GATO mas não mudaram os RATOS

Br 158 Araguaia ?

fico me perguntando qual é a ideia destes políticos inites que ficam segurando o progresso de nossa...

Br 158 120 km já

venho aqui chamar a atenção de nossos representantes para que seja cobrado o asfaltamento com...

Classificados

Fazenda

Cidade: Santa Terezinha

Anunciante: Raimundo

Valor: 240.000,00

TERRENO URBANO

Cidade: ALTO ARAGUAIA

Anunciante: CLAYTON REGIS CARNIEL

Valor: 30.000,00

FAZENDA 100 ALQUEIRES PARA GADO

Cidade: TERRA NOVA DO NORTE MT

Anunciante: CLAYTON REGIS CARNIEL

Valor: 2.500.000,00

publicidade

Notícias / Artigos e Opinão

24 Set 2016 - 11:00

Velhos versus jovens

Agência da Notícia com Onofre Ribeiro

Publicidade

Publicidade

 No correr da semana deparei-me com uma entrevista na Rádio CBN e fui buscar maiores informações no blog do Milton Yung, cujo link segue: http://cbn.globoradio.globo.com/comentaristas/mundocorporativo/2016/07/30/JOVEM FICA-MAIS-FRAGIL-AO-TER-MUITOCONHECIMENTO-SUPERFICIAL.htm. Estava procurando informações sobre esse tema e me encantei com o que ouvi do consultor e mentor Sidnei Oliveira. A questão fundamental dividiu-se em três tópicos. 1- o jovem de hoje tem acesso a milhares de informações, mas não as lê por completo e nem contextualiza o que lê, porque fica nos fragmentos. Isso o enfraquece diante do mercado de trabalho por não compreender os porquês. 2- a crise atual alcançou-o dentro da família pela perda de poder aquisitivo dos pais, e ele depara-se com a sua primeira cicatriz de dor na vida. 3- ele tem que enfrentar no trabalho a competição com os profissionais veteranos contra os quais não adianta o seu preconceito tipo “tem que tirar esses velhos”.

O tema vai ficando interessante na entrevista de 34 minutos. Gostei muito da tese de que a crise atual está levando o jovem a amadurecer pra enfrentar o seu mercado de trabalho. Aqui entras a questão da convivência de gerações dentro de uma mesma empresa ou local de trabalho. Os veteranos, antes, aos 45 anos já desaceleravam pra aposentadoria. Hoje, com a idade média de vida na faixa dos 75/80 anos, aos 45 ele começa novas carreiras e pode até mudar de profissão. A carreira hoje pode chegar até os 60 anos. Pra isso usa os conhecimentos e a experiência. Aí, o jovem, na mesma empresa, vai tentar concorrer com ele. Mais rápido e o veterano mais lento. Isso não basta. A tese é a de que o jovem pode ser o mentor do veterano naquilo que ele domina de tecnologia e percepção do mundo atual. Só assim poderá superá-lo.

A interação será de aprendizado mútuo. Quando o veterano sentir que o jovem está pronto e autônomo pra fazer aquilo que lhe cabe, cessa a competição. Aí, ele cede o espaço pro jovem. Preconceito mútuo não construirá uma relação de ganho mútuo. Ambos se respeitarão sem traumas e a vida seguirá.

Talvez possa ser dito pra encerrar este artigo, que o mundo de hoje si dividiu entre uma juventude autônoma e os maduros com formação continuada a partir dos valores, conhecimentos e experiências que receberam, vivenciaram e construíram. O jovem vem do mundo virtual e digital. Choque de realidades, afinal.
Onofre Ribeiro é jornalista em Mato Grosso
onofreribeiro@onofreribeiro.com.br
www.onofreribeiro.com.br

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

Campanha publicitária
 
Sitevip Internet