Agência da Notícia

14 anos no MT

Agência da Notícia, Terça-feira 15 de Outubro de 2019

0 9
:
2 5
:
0 3

Últimas Noticias

Enquete

Você é a favor ou contra Lula ir para a prisão domiciliar?

Internauta AN

publicidade

Notícias / Educação

20 Out 2016 - 16:30

Estudantes fecham campus da UFPI em Picos em protesto contra PEC 241

Manifestantes barraram a entrada de professores e funcionários. Estudantes ocupam diretoria do campus desde a terça-feira (18).

Do G1

(Foto: João Cunha/G1)

Grupo interdita entrada do campus para impedir entrada de outros alunos e servidores (Crédito: (Foto: João Cunha/G1))

Grupo interdita entrada do campus para impedir entrada de outros alunos e servidores

Publicidade

 Na manhã desta quinta-feira (20), estudantes da Universidade Federal do Piauí (UFPI), Campus Senador Helvídio Nunes Barros, em Picos, Sul do estado, barraram a entrada de professores, técnicos e terceirizados no prédio da instituição. A ação faz parte de uma série de protestos contra a PEC 241, que já acontecem desde a terça-feira (18), quando o grupo ocupou a direção do campus.

A Proposta de Emenda à Constituição aprovada em primeira votação pela Câmara dos Deputados estabelece um teto para o aumento dos gastos públicos pelas próximas duas décadas.

De acordo com o Diretório Central dos Estudantes (DCE) do campus Picos, a ocupação prossegue pacífica, mesmo com a resistência de alguns professores, e é aceita pela diretoria da instituição. A ideia do grupo é promover um debate com toda a comunidade acadêmica sobre as implicações da PEC 241 sobre a educação pública brasileira.

“Estamos preocupados com o funcionamento da UFPI durante esses 20 anos da PEC. Hoje temos dificuldades de manter a universidade, pois faltam materiais básicos como alimentos e papel. Nós, alunos e professores, sabemos a realidade antes da PEC e sabemos como será após ela”, declarou William Santiago, diretor de planejamento do DCE.

Segundo William, a decisão de fechar o campus foi tomada durante uma assembleia geral onde participaram cerca de 300 estudantes. Ele informa que, ainda nesta quinta-feira, uma nova assembleia será realizada para discutir outras demandas da ocupação que deve seguir até a próxima segunda-feira (24).

“Sempre estamos discutindo com professores e alunos. Aqui tem pessoas que concordam e que também não concordam com a nova medida. Esse é um espaço de discussão. A ideia é prosseguir com a ocupação até segunda-feira, mas teremos uma assembleia hoje para debater outras demandas”, falou o diretor.


(Foto: João Cunha/G1)


A professora Artemizia Sousa, coordenadora do curso de nutrição, apoia o movimento e acredita que é necessário que alunos, técnicos e docentes unam forças contra a PEC 241. Segundo ela, os docentes do campus irão se reunir em assembleia na tarde desta quinta-feira (20) para deliberar sobre greve contra a PEC. “Estamos pensando no futuro do nosso país. Cruzar os braços agora é concordar com esse retrocesso”, declarou.

Reitoria ocupada
Desde a terça-feira (18), um grupo de alunos ocupa o prédio da reitoria no Campus Ministro Petrônio Portela, em Teresina. O grupo também protesta contra a PEC 241 e critica o atual modelo de segurança adotado pela instituição, que segundo eles, é discriminatória.

O reitor da UFPI, Arimatéia Dantas, tem manifestado apoio à reivindicação dos estudantes e afirmou estar buscando dialogar diretamente com o movimento.

“Vamos continuar dialogando em todas as circunstâncias, até que possamos chegar a um bom termo ou, se necessário, tomar alguma atitude que para a superação do momento”, falou o reitor.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet