Agência da Notícia

14 anos no MT

Agência da Notícia, Quarta-feira 11 de Dezembro de 2019

0 1
:
1 2
:
0 4

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Educação

7 Nov 2016 - 09:40

Provas do Enem trazem questões sobre dengue, esportes e Clarice Lispector

Cursinhos consideraram as questões longas, mas elogiaram prova do 2º dia do Enem

Do R7

Publicidade

Mais de 8 mihões de candidatos encerraram neste domingo (6) a maratona do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2016. No segundo dia, a prova exame trouxe 90 itens de matemática e 90 itens de linguagens, além da redação.

Celio Tasinafo, diretor do Cursinho Oficina do Estudante, de Campinas, o exame deste ano foi “mais exigente do que a do ano passado em relação ao tempo”. “Foi uma prova bem feira, mas, em linguagens, poucos textos foram aproveitados para mais de uma questão, o que amplia o tempo dedicado pelo aluno à leitura”, disse.

Para Eduardo Calbucci, coordenador de português do Anglo, também considerou a prova “longa”. Ele destacou também os diversos gêneros presente na prova de linguagens. “A prova apresentou questões com gêneros variados, exigindo do aluno diversas competências de leitura.”

Em relação à prova de matemática, Tasinafo, da Oficina do Estudante, destacou a contextualização. “É uma prova que se aproxima da realidade do aluno. De qualquer forma, quanto mais contextualizadas as questões, maior o enunciado, o que novamente dificulta ao aluno completar o exame no tempo previsto.”

Para Thiago Dutra, professor de matemática do Anglo, apesar dos enunciados longos, a prova “clássica”. “Foi uma prova boa, seguindo o modelo das anteriores. O aluno que estudou revisando as edições anteriores do Enem não teve surpresas.”

Questões

Na prova de linguagens, a poesia esteve presente em textos do português José Saramago e do brasileiro João Cabral de Melo Neto, além de um trecho da canção "Querido Diário", de Chico Buarque de Holanda.

Na prosa, os alunos se depararam com um trecho do livro "Onde estivestes de noite", de Clarice Lispector, além de "Comédias da Vida Privada", de Luiz Fernando Veríssimo. Outra questão tratava de um problema muito comum entre os usuários de internet: os hoax, ou boatos. O texto citava como o exemplo o fato de que muitas "mensagens dramáticas" que circulam na rede são atribuídas, erroneamente, à Clarisse Lispector.

O tema esporte esteve presente em diversas questões da prova, inclusive em itens de matemática que tratavam da composição de uma equipe de tênis e sobre as categorias de peso em modalidades de luta.

O aspecto esportivo também apareceu na prova de linguagens, que trouxe o trecho de uma entrevista com Terezinha Guilhermina, paratleta do atletismo que disputou a Paralimpíada do Rio 2016.

O Enem tem como marca trazer temas do cotidiano do aluno, mesmo em provas consideradas mais "duras", como matemática. Vários itens abordaram problemas nacionais na área de sáude, como a dengue e a febre amarela.

Duas questões da prova de matemática, por exemplo, tratavam do nível de infestação do mosquito aedes aegypti em diferentes bairros de um município. Outro assunto muito presente nos noticiários e que apareceu na prova de matemática foi o nível de reservatórios para abastecimento de água.

Quadrinhos

Nas provas de língua estrangeira, os candidatos já habituados com o Enem podem ter sentido falta dos quadrinhos, que são uma marca da prova. Mafalda e Calvin, personagens sempre presentes nos itens de espanhol e inglês, respectivamente, não apareceram neste ano.

A prova de inglês trouxe trecho de uma canção e Paul McCartney, "Ebony and ivory", em uma questão de interpretação. Nos itens de espanhol, a única questão com imagens trazia uma frase pichada em um muro com a frase "No supe qué ponerme y me puse feliz".Mais de 8 mihões de candidatos encerraram neste domingo (6) a maratona do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2016. No segundo dia, a prova exame trouxe 90 itens de matemática e 90 itens de linguagens, além da redação.

Celio Tasinafo, diretor do Cursinho Oficina do Estudante, de Campinas, o exame deste ano foi “mais exigente do que a do ano passado em relação ao tempo”. “Foi uma prova bem feira, mas, em linguagens, poucos textos foram aproveitados para mais de uma questão, o que amplia o tempo dedicado pelo aluno à leitura”, disse.

Para Eduardo Calbucci, coordenador de português do Anglo, também considerou a prova “longa”. Ele destacou também os diversos gêneros presente na prova de linguagens. “A prova apresentou questões com gêneros variados, exigindo do aluno diversas competências de leitura.”

Em relação à prova de matemática, Tasinafo, da Oficina do Estudante, destacou a contextualização. “É uma prova que se aproxima da realidade do aluno. De qualquer forma, quanto mais contextualizadas as questões, maior o enunciado, o que novamente dificulta ao aluno completar o exame no tempo previsto.”

Para Thiago Dutra, professor de matemática do Anglo, apesar dos enunciados longos, a prova “clássica”. “Foi uma prova boa, seguindo o modelo das anteriores. O aluno que estudou revisando as edições anteriores do Enem não teve surpresas.”

Questões

Na prova de linguagens, a poesia esteve presente em textos do português José Saramago e do brasileiro João Cabral de Melo Neto, além de um trecho da canção "Querido Diário", de Chico Buarque de Holanda.

Na prosa, os alunos se depararam com um trecho do livro "Onde estivestes de noite", de Clarice Lispector, além de "Comédias da Vida Privada", de Luiz Fernando Veríssimo. Outra questão tratava de um problema muito comum entre os usuários de internet: os hoax, ou boatos. O texto citava como o exemplo o fato de que muitas "mensagens dramáticas" que circulam na rede são atribuídas, erroneamente, à Clarisse Lispector.

O tema esporte esteve presente em diversas questões da prova, inclusive em itens de matemática que tratavam da composição de uma equipe de tênis e sobre as categorias de peso em modalidades de luta.

O aspecto esportivo também apareceu na prova de linguagens, que trouxe o trecho de uma entrevista com Terezinha Guilhermina, paratleta do atletismo que disputou a Paralimpíada do Rio 2016.

O Enem tem como marca trazer temas do cotidiano do aluno, mesmo em provas consideradas mais "duras", como matemática. Vários itens abordaram problemas nacionais na área de sáude, como a dengue e a febre amarela.

Duas questões da prova de matemática, por exemplo, tratavam do nível de infestação do mosquito aedes aegypti em diferentes bairros de um município. Outro assunto muito presente nos noticiários e que apareceu na prova de matemática foi o nível de reservatórios para abastecimento de água.

Quadrinhos

Nas provas de língua estrangeira, os candidatos já habituados com o Enem podem ter sentido falta dos quadrinhos, que são uma marca da prova. Mafalda e Calvin, personagens sempre presentes nos itens de espanhol e inglês, respectivamente, não apareceram neste ano.

A prova de inglês trouxe trecho de uma canção e Paul McCartney, "Ebony and ivory", em uma questão de interpretação. Nos itens de espanhol, a única questão com imagens trazia uma frase pichada em um muro com a frase "No supe qué ponerme y me puse feliz".

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet