Agência da Notícia

14 anos no MT

Agência da Notícia, Terça-feira 10 de Dezembro de 2019

1 8
:
1 7
:
4 6

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Economia

16 Dez 2016 - 17:50

DF deve fechar 2016 ainda com déficit, mas menor que o de 2015

Previsão deste ano é de déficit de R$ 1,5 bilhão. Em 2015, foi de R$ 2,5 bilhões. Número foi apresentado em balanço do segundo ano do governo Rollemberg.

Do G1

Publicidade

 Fazendo um balanço do segundo ano de mandato, o governador Rodrigo Rollemberg afirmou que o governo deve fechar as contas de 2016 com um déficit de R$ 1,5 bilhão – enquanto 2015 teve déficit de R$ 2,5 bilhões. Ou seja, o governo continua gastando mais do que arrecada, mas em menor grau em comparação com o ano passado. Apesar da relativa melhora na economia, não há prazo para fechar as contas no “azul”.

A secretária de Planejamento, Leany Lemos, afirmou que as despesas deste ano reduziram significativamente. “Ano passado, nosso resultado primário [diferença entre receita e arrecadação] foi bastante negativo porque veio carregado, principalmente pelas despesas de pessoal”, afirmou. Segundo ela, o DF está em uma “trajetória positiva” e vai buscar aumentar receitas e cortar gastos para poder fechar 2017 com melhores resultados.

Durante o evento, o governador disse que ainda vai analisar todas as propostas aprovadas pelos deputados distritais na madrugada desta sexta-feira (16), na última sessão do ano. Uma dessas proposta é uma emenda que destinaria pelo menos R$ 208 milhões à Polícia Civil, o que, segundo distritais, permitiria oferecer reajuste aos servidores da corporação.

“Temos que estudar tudo o que veio da Câmara, as alterações no orçamento. Só a partir daí teremos opinião a dar em relação às emendas apresentadas, até porque temos um orçamento muito justo”, afirmou Rollemberg. A proposta de orçamento votado pelos deputados prevê orçamento de R$ 28,7 bilhões – R$ 5,3 bilhões a menos do que o de 2016.

Segundo a secretária Leany Lemos, não se pode falar cortes, e sim “remanejamento”. “Foi reduzido o orçamento em uma secretaria, mas ao mesmo tempo se aumentou em outra”, disse. De acordo com a gestora, o governo vai demorar até o dia 30 para analisar o impacto que essa redução no orçamento deve trazer na prática.

O governador também anunciou a implementação do Bilhete Único para o primeiro semestre de 2017, que permitirá ao usuário do transporte público pagar só uma passagem mesmo que precise usar linhas diferentes. O modo como isso vai funcionar e o impacto no orçamento ainda está em estudo, informou ao G1 a Secretaria de Planejamento.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet