Agência da Notícia

14 anos no MT

Agência da Notícia, Domingo 20 de Outubro de 2019

1 8
:
1 8
:
4 3

Últimas Noticias

Enquete

Você é a favor ou contra Lula ir para a prisão domiciliar?

Internauta AN

Notícias / Economia

2 Jan 2017 - 11:20

Setor de varejo é o que mais cresceu em MT, diz pesquisa do Sebrae

As lojas de vestuários foram responsáveis por 39% das contratações. Segundo a pesquisa, o estado tem 155 mil micro e pequenas empresas.

Do G1

Publicidade

 O setor de varejo foi o que mais cresceu em 2016 em Mato Grosso, segundo uma pesquisa realizada o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O levantamento foi feito com base nos números do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Ao todo, conforme os dados, Mato Grosso tem 155 mil micro e pequenas empresas.

Desse total, 106 mil são de microempreendedores individuais. Dentro do setor, as lojas de vestuários foram responsáveis por 39% das contratações no estado. Ao todo, são 6,7 mil estabelecimentos, que geram 25 mil empregos diretos.

O empresário Cláudio Tonon está no ramo há 18 anos. Quando começou a gerir a empresa, que teve a mão como criadora, ainda estava no segundo grau. De lá para cá, muita coisa mudou. Agora Cláudio é formado em administração e tem sete lojas e é responsável por 60 funcionários.

De acordo com a empresária Carla Vecchi, o setor é o que mais emprega no estado. “Mato Grosso, além da pecuária e da agricultura, também é visto pelo comércio, venda produtos atrelado a serviços. Hoje, ele é setor que mais emprega”, afirmou.

A maioria dos empreendedores do setor é de homens. Segundo a pesquisa, eles correspondem a 71% dos empresários do ramo. A maioria tem mais de 35 anos e tem escolaridade média.

O dono de um restaurante, Petrus Garcia, é exemplo disso. O estabelecimento dele foi aberto em 2015 e aproveitou o movimento trazido pela Copa do Mundo, no ano anterior. A crise diminuiu o movimento, mas ele viu nos tempos difíceis uma forma de se adequar ao mercado. Foi preciso mudar a rotina e o cardápio.

As redes sociais ajudaram e se tornaram aliadas. As fotos postadas chamam a atenção e divulgam os pratos. O meio é uma divulgação direta com o público alvo. “Ajuda e muito, mas se não está como a foto, tem reclamação e os clientes ficam bravos”, disse.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet