Agência da Notícia

14 anos no MT

Agência da Notícia, Sábado 19 de Outubro de 2019

1 7
:
2 7
:
3 4

Últimas Noticias

Enquete

Você é a favor ou contra Lula ir para a prisão domiciliar?

Campanha Publicitária

Internauta AN

Notícias / Polícia

28 Mar 2014 - 16:23

Servidor da Funai é assassinado dentro de casa em Canarana

A casa não apresentava nenhum vestígio de arrombamento

Redação com Agência da Noticia

Publicidade

 O servidor da Fundação Nacional do Índio (Funai), Cláudio Quoos Conte, 51, foi morto a facadas dentro de sua casa no município de Canarana (823 Km a leste de Cuiabá) e por enquanto a Polícia Civil trabalha com a hipótese de latrocínio, pois o veículo dele, um Pálio de 2 portas, de cor prata, placa APB -4821, de Cuiabá, não foi localizado no imóvel, situado no bairro Jardim Tropical 2. Cláudio foi encontrado nu e degolado em cima da cama por volta das 18h30 desta terça-feira (25) depois que faltou ao trabalho na segunda-feira e uma amiga dele estranhou o fato e acionou a Polícia Militar, uma vez que era um servidor assíduo, sem faltas no trabalho e não atendia as ligações efetuadas no seu celular.

A faca usada no crime estava dentro do quarto e foi enviada para a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec). A delegada que investiga o caso, Karla Cristina Peixoto Ferraz, diz que ele foi morto com um único golpe no pescoço. A casa não apresentava nenhum vestígio de arrombamento. Além do veículo, também desapareceram objetos pessoais como cartão de crédito e uma pequena quantidade de dinheiro que estava na carteira da vítima.

Ela aguarda os resultados da perícia e já começou a ouvir as pessoas mais próximas da vítima, como colegas de trabalho, até mesmo para traçar o perfil dele. A delegada informou que o servidor estava em Canarana há 3 anos e não tinha muitos contatos e amigos na cidade. Era uma pessoa mais recatada. Cláudio era natural do município de São Borja, no Rio Grande do Sul e foi velado na manhã desta quarta-feira na Funai. Ele já foi superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Naiconal (Iphan) de Mato Grosso.

De acordo com o capitão da Polícia Militar, João Paulo Bezerra, chefe da Companhia Independente de Canarana, uma viatura foi até a casa para checar a denúncia do desaparecimento do servidor. Um policial pulou o muro e forçou a janela até visualizar o pé de Cláudio que estava deitado de bruços em cima da cama. Em seguida, arrombaram a porta e adentraram no imóvel constatando que Cláudio estava ensanguentado. Havia manchas de sangue também nas paredes do quarto. Uma equipe do Pronto-Socorro Municipal foi acionada e constatou o óbito.

A Politec realizou os primeiros exames e coletou evidencias na cena do crime para auxiliar nas investigações. Cláudio morava sozinho na cidade. O carro dele continua sendo procurado pelas Polícias Civil e Militar.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet