Agência da Notícia

14 anos no MT

Agência da Notícia, Terça-feira 10 de Dezembro de 2019

1 8
:
1 8
:
0 0

Últimas Noticias

Notícias / Economia

22 Fev 2017 - 17:10

Prévia da inflação de fevereiro sobe 0,54%, mas é a menor desde 2012, diz IBGE

Do Agência Brasil

Publicidade

 A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor 15 (IPCA-15) fechou o mês de fevereiro em 0,54%, registrando alta de 0,23 ponto percentual em relação aos 0,31% da taxa de janeiro deste ano. Apesar da alta, esta é a menor taxa para os meses de fevereiro desde os 0,53% registrado no mesmo mês de 2012.

Os dados relativos ao IPCA-15 foram divulgados hoje (22), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com a alta, o IPCA-15, uma prévia da inflação oficial do país, fechou os dois primeiros meses do ano com taxa acumulada de 0,85%.

No acumulado dos últimos 12 meses, o índice fechou com alta de 5,02%, ficando abaixo dos 5,94% registrados nos 12 meses anteriores. Em fevereiro do ano passado, a taxa foi 1,42%.

Aumento

Em fevereiro, o aumento dos preços refletiu no grupo educação, que chegou a subir 5,17% em relação a janeiro, causando impacto de 0,24 ponto percentual na alta de 0,54% no IPCA-15, relativo a fevereiro.

A alta do grupo reflete “os reajustes habitualmente praticados no início do ano letivo, em especial os aumentos nas mensalidades dos cursos regulares, cujos valores subiram 6,94%”, esclarece o IBGE, ressaltando que esta alta gerou o maior impacto individual sobre o índice do mês (0,21 ponto percentual).

Além do grupo educação (5,17%), o IPCA-15 foi pressionado pelas tarifas dos ônibus urbanos e intermunicipais, que subiram 3,24% e 3,84%, respectivamente. Com o aumento das passagens de ônibus, o grupo transportes ficou com variação de 0,66%, apesar da queda de 12,45% nas passagens aéreas.

O grupo dos alimentos, que fechou fevereiro com deflação (inflação negativa) de 0,07%), exerceu pressão contrária, contribuindo para conter o índice do mês, após ter aumentado 0,28% em janeiro. Os preços do óleo de soja (4,42%), das hortaliças (4%) e de outros produtos ficaram subiram de um mês para o outro. Tiveram quedas expressivas o feijão carioca (-14,68%), a batata-inglesa (-7,63%) e o tomate (-6,62%).

A menor variação de janeiro para fevereiro veio dos artigos do grupo vestuário, com deflação de 0,31%.

Regiões

Entre as 11 regiões do país incluídas na pesquisa relativa ao IPCA, sete apresentaram taxas superiores à média nacional de 0,54%. A maior alta foi no Rio de Janeiro onde o IPCA-15 saltou de 0,3% para 0,93%, entre janeiro e fevereiro. Também tiveram resultados acima da taxa média de 0,54%, Salvador, segunda maior alta, com variação de 0,85%; Belo Horizonte (0,74%); Recife (0,73%); Fortaleza (0,69%); Belém (0,66%); e Porto Alegre (0,55%).

Entre as quatro regiões com índices de inflação abaixo da média nacional, o destaque foi o município de Goiânia, onde a taxa fechou fevereiro com variação de 0,07%. Em São Paulo a taxa subiu 0,32% e, em Curitiba, 0,25%.

Metodologia

Considerada uma prévia da inflação oficial do país, o IPCA-15 tem a mesma metodologia do IPCA (o indicador oficial) e envolve as famílias da mesma faixa de renda (1 a 40 salários), mas tem período de coleta diferente (vai da metade de um mês à metade do mês de referência) e menor número de regiões envolvidas.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet