Agência da Notícia

Portal Mato Grosso

Agência da Notícia, Quarta-feira 18 de Outubro de 2017

0 8
:
2 5
:
3 3

Últimas Noticias

Torpedos

AGUAS DE CONFRESA APRONTA COM A POPULACAO NOVAMENTE

Cade os nossos nobres reportes da cidade, que não notifique essa imprudencia da empresa aguas de...

DIVIDA AUMENTANDO

ATENÇÃO POVO DE SÃO FÉLIX: A PREFEITA JANAILZA NÃO TEM PAGO A PREVIDÊNCIA, A EMPRESA DA COLETA DE...

Agua

JBS Apresenta documento de terceiros e montar uma capitação de água em Porto Alegre, a população se...

Classificados

Casa alugar

Cidade: Confresa

Anunciante: Valdirene

Valor: Um salario mínimo

LOTE

Cidade: Confresa

Anunciante: Jaqueline

Valor: 25.000,00

Lote

Cidade: Confresa

Anunciante: Fernando Lima

Valor: 17.000

Newsletter

Notícias / Geral

19 Jun 2017 - 07:52

Apreensões de armas aumentam 41% em cinco meses

Revólveres e espingardas foram as armas mais apreendidas pelos policiais

Agência da Notícia com redação

 

A Polícia Militar (PM-MT) e a Polícia Judiciária Civil (PJC-MT) apreenderam, de janeiro a maio deste ano, 1.175 armas de fogos em Mato Grosso. A quantia é 41% maior, se comparada com o mesmo período do ano passado, quando foram apreendidas 833. Os revólveres e as espingardas foram as armas mais apreendidas pelas forças policiais. Do total, 46% foram de revólveres, 39% espingardas e 11 % pistolas.

Um exemplo de apreensão ocorreu no dia 31 de maio, em Sinop (505 km ao Norte de Cuiabá). A Polícia Militar localizou, em uma residência, três armas de fogo, sendo um revólver, uma espingarda calibre 36 e uma espingarda de pressão de fabricação chinesa, além de munições, drogas e outros objetos. Um dos moradores da casa era suspeito de comandar uma boca de fumo e alugar armas para a prática de roubos. 

A arma de fogo continua sendo o instrumento mais utilizado pelos criminosos para praticar homicídios. Segundo o delegado titular da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), André Renato Gonçalves, 75% dos casos de assassinatos são praticados com armas de fogo. “Quando se retira uma arma de fogo das mãos daqueles que cometem infrações, conseguimos diminuir outros crimes, como os roubos e também homicídios”, destacou.

O comandante geral da Polícia Militar, coronel PM Jorge Luiz de Magalhães, destacou os investimentos do Estado, aliados à metodologia de trabalho qualificado e ao comprometimento dos profissionais, como fatores importantes para o aumento das apreensões. “Esse resultado significa que os nossos policiais estão abordando, revistando e checando cada vez mais”, disse.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Rogers Jarbas, atribuiu o resultado à maior atuação da PM e da PJC em ações preventivas e repressivas no estado. “São abordagens, revistas em veículos, cumprimentos de mandados de busca e apreensões domiciliares, combate ao tráfico doméstico de drogas, entre outras ações, que possibilitaram o aumento de apreensões”, avaliou.


Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet