Agência da Notícia

Portal Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 26 de Setembro de 2017

1 8
:
3 9
:
4 9

Últimas Noticias

Torpedos

DIVIDA AUMENTANDO

ATENÇÃO POVO DE SÃO FÉLIX: A PREFEITA JANAILZA NÃO TEM PAGO A PREVIDÊNCIA, A EMPRESA DA COLETA DE...

Agua

JBS Apresenta documento de terceiros e montar uma capitação de água em Porto Alegre, a população se...

Coleta de lixo em Confresa

É uma vergonha o que acontece com a coleta de lixo na cidade de Confresa. O lixo chega a ficar...

Classificados

Casa alugar

Cidade: Confresa

Anunciante: Valdirene

Valor: Um salario mínimo

Casa

Cidade: campo grande

Anunciante: Leticia

Valor: a combinar

chacara

Cidade: confresa

Anunciante: Heloisa

Valor: a combinar

Newsletter

Notícias / Política

17 Jul 2017 - 09:56

Senador diz que denúncia contra Temer é “inepta” e “sem prova”

Cidinho Santos acredita que presidente tem maioria da Câmara e denúncia não será aceita

Mídia News

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
O senador Cidinho Santos (PR) classificou como “inepta” e “sem prova” a denúncia oferecida pela Procuradoria Geral da República contra o presidente Michel Temer (PMDB). Ele defendeu a permanência do peemedebista no Governo.
 
Com base nas delações de executivos do grupo J&F, que controla a JBS, Temer foi acusado pelo Ministério Público Federal de ter cometido o crime de corrupção passiva.
 
Por se tratar de um presidente da República, o Supremo Tribunal Federal (STF) só pode analisar a denúncia se a Câmara autorizar.
 
Na última segunda-feira (10), o deputado Sérgio Zveiter (PMDB-RJ), relator da denúncia, recomendou o prosseguimento do processo. O parecer foi rejeitado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Um novo relatório foi votado, do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), recomendando a rejeição da denúncia e aprovado pela Comissão. Agora, a votação ocorre no plenário da Câmara em agosto.
 
“Entendo que denúncia é inepta. Não tem provas. Acredito que o Ministério Público deveria se munir de provas que realmente pudessem estabelecer uma culpa do presidente para ser afastado”, afirmou Cidinho Santos ao MidiaNews.
 
Acredito que o Ministério Público deveria se munir de provas que realmente pudessem estabelecer uma culpa do presidente, para ele ser afastado
Para o senador, o afastamento do presidente do cargo poderia agravar a situação econômica do País, em decorrência da “instabilidade política”.
 
“Se você afasta um presidente do cargo, cria uma instabilidade política no País. Aí, daqui três anos, é julgado e inocentado, esse mandato vai voltar? Não vai. Então, afastar um presidente simplesmente com uma denúncia sem provas, com ilações... É preciso pensar um pouco mais no Brasil”, disse.
 
Para Cidinho, a denúncia contra o presidente não deve ser aceita pelo plenário da Câmara. O senador acredita ser muito difícil que 342 parlamentares se posicionem de modo favorável ao prosseguimento da denúncia.
 
Para que a denúncia possa prosseguir no STF, ao menos 342 deputados terão de votar a favor.
 
“Entendo que o Temer, nessa denúncia que vai passar pela CCJ e o plenário, vai ter êxito. Ele tem hoje maioria tanto na CCJ quanto no plenário. É muito difícil colocar lá dentro 342 votos para aceitar a denúncia. Mesmo que o PSDB esteja dividido, tem partidos como PR, PP, PSC e o próprio PMDB, que dão sustentação ao presidente”, disse Cidinho.
 
“Então, essa questão do afastamento é muito difícil. O que temos que ter é maturidade para após essa fase, fazer uma conciliação e deixá-lo concluir o mandato da forma mais tranquila possível. Da forma como está, o Brasil vive uma instabilidade constante”, completou o senador.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet