Agência da Notícia

Portal Mato Grosso

Agência da Notícia, Sábado 16 de Dezembro de 2017

1 2
:
3 5
:
5 4

Últimas Noticias

Torpedos

Vandalismo

Algum idiota, debilóide, inútil que não tem mais o que fazer resolveu fazer gracinha na última...

Lixo na cidade

A Prefeitura tá de sacanagem com a população da Vila 2000 né, primeiro desde a última segunda feira...

Estrada do guardanapo

Está uma vergonha a estrada entre Espigão do Leste e Canabrava do norte, todo ano a mesma coisa e...

Classificados

Lote

Cidade: Confresa

Anunciante: Jaqueline

Valor: 25.000,00

chacara

Cidade: confresa

Anunciante: Heloisa

Valor: 17.500,00

Terreno

Cidade: Confresa

Anunciante: Aguinaldo

Valor: 55 mil

Newsletter

Notícias / Geral

11 Out 2017 - 18:59

Servidores alegam falta de gestão e entram na Justiça por salário até dia 10 em MT

Sindicato alega que funcionalismo tem sofrido perdas ao longo da atual gestão.

Agência da Notícia com FOLHA MAX

O Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso (Sintap) anunciou nesta quarta-feira que ingressará, na próxima semana, com ação de obrigação de fazer contra o Estado de Mato Grosso. A decisão foi tomada na manhã de hoje após ser oficializado que os salários dos servidores do Indea e Intermat, referente ao mês de setembro, não haviaM sido depositados.

Ontem, data limite para pagamentos dos salários, receberam os aposentados e pensionistas e profissionais da Saúde, Educação e Segurança Pública. A promessa do Governo é pagar os vencimentos até o final do dia. 

Todavia, os servidores alegam que a Constituição Estadual prevê o dia 10 do mês subsequente ao trabalhado como última data para se quitar os salários do funcionalismo. Conforme os líderes sindicais, desde o ano passado, o Governo tem atrasado os salários.

Até o mês de julho de 2016, os salários eram pagos no último dia útil de cada mês trabalhado. Desde então, o funcionalismo tem recebido no dia 10 e estão honrando o compromisso de colaborar com a gestão. 

Os servidores do Indea e Intermat alegam ainda que as condições de trabalho da categoria não são as adequadas. Mesmo assim, tem trabalhado para aumentar a arrecadação do Executivo.

Somente a volta da identificação da madeira feita desde julho pelo Indea, já entraram nos cofres públicos mais de R$ 5,5 milhões. Já os servidores do Intermat, aguardam concurso para fortalecer seu efetivo para ajudar o Estado a reaver R$ 500 bilhões em terras que possui. “É estranho que a crise esteja cada vez mais grave e que o servidor, que tem apenas seu salário para sobreviver, seja sempre o mais penalizado por conta da efetiva falta de gestão”, diz nota do sindicato.

Os líderes lamentam que a única forma de combate seja a jurídica, uma vez que o diálogo quase nunca é feito pelo governador. “Apenas se limita a emitir notas que o salário não vai sair na data combinada somente na tarde do dia em que disse que faria os pagamentos deixando os servidores sem perspectivas de uma vida tranquila e de contas pagas”, alega o Sintap.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet