Agência da Notícia

Há 14 anos no MT

Agência da Notícia, Segunda-feira 24 de Junho de 2019

1 0
:
4 8
:
4 8

Últimas Noticias

Torpedos

CORPO DE BOMBEIRO

GOSTARIA de uma materia, explicando por o corpo de bombeiro proibiou a festa juninas na escolas

Alternativa

Parabéns ao sindicato rural e prefeitura municipal de vila rica MT 33 anos de aniversario

Camilão iluminado!

Parabenizo a administração municipal que atendeu as diversas solicitações dos munícipes e iluminou...

Classificados

SANDERO STEPWAY 12/12

Cidade: CONFRESA

Anunciante: RAFAEL GABOARDI BECKER

Valor: A COMBINAR

casa para vender

Cidade: Confresa

Anunciante: ADILSON VITAL

Valor: A combinar

Ford Focus 2007

Cidade: Confresa

Anunciante: Wilsrley

Valor: 9.000,00

Notícias / Geral

30 Jul 2014 - 09:40

JBS Friboi é condenada por descumprir regras trabalhistas

Empresa responde a 19 mil ações no Estado, apenas na Justiça do Trabalho

Agência da Notícia com Mídia News

Publicidade

 O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) manteve a condenação do frigorífico JBS S/A pelo “descumprimento sistemático de obrigações trabalhistas” na unidade de Juruena (880 km a Noroeste de Cuiabá), mantida por 220 empregados.

A empresa deverá pagar uma indenização de R$ 2 milhões por dano moral coletivo e corrigir sua postura, sob pena de multas que variam de R$ 5 mil a R$ 30 mil, em caso de descumprimento da decisão.

Conforme informações da assessoria do Ministério Público do Trabalho (MPT), a ação civil pública foi ajuizada em 2012 e, após ser condenada, a empresa entrou com pedido de recurso, que foi agora negado pela 1ª Turma Julgamento do TRT.

Na ação, o MPT alegou que a empresa sonegou os direitos trabalhistas e desrespeitou o direito fundamental previsto na Constituição Federal de redução dos riscos inerentes ao trabalho por meio de normas de saúde, segurança e medicina do trabalho.
"Isso não só representa um desrespeito à dignidade humana, mas também uma afronta ao princípio constitucional da função social da propriedade, de promover o desenvolvimento social com respeito às normas jurídicas trabalhistas"
Entre as irregularidades elencadas na ação, estão a exigência de jornada de trabalho superior a dez horas diárias, inclusive em atividades insalubres; a falta de indicação de riscos no Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA) e no Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO); o não fornecimento de equipamentos de proteção individual (EPIs) ou de equipamentos de proteção coletiva contra riscos de queda; a ausência de Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) e de registrador de ponto eletrônico; e a imposição de condição ilícita para recebimento de cestas básicas e de prêmio por produtividade.

Em seu voto, o juiz relator Juliano Girardello concordou com os argumentos apresentados pelo MPT, afirmando que o “afrontamento aos mais comezinhos direitos trabalhistas tem uma dimensão muito maior do que se possa imaginar”.

“Isso não só representa um desrespeito à dignidade humana, mas também uma afronta ao princípio constitucional da função social da propriedade, de promover o desenvolvimento social com respeito às normas jurídicas trabalhistas; e a um dos fundamentos da República Federativa do Brasil, que é o da valorização social do trabalho”, concluiu.

Reincidência

A JBS Friboi é a segunda maior empresa privada do Brasil – ficando atrás apenas da estatal Petrobrás –, contando com aproximadamente 125 mil funcionários e uma receita bruta no valor de R$ 100 bilhões, o que não a impede de ser condenada pela Justiça do Trabalho, por mais de uma vez, pelo descumprimento das regras trabalhistas.

Conforme o MPT, apenas em Mato Grosso, a empresa responde a quase 19 mil ações na Justiça do Trabalho – ainda em trâmite –, número maior do que o efetivo atual no Estado, que é de 10.546 funcionários.

Segundo o Ministério Público do Trabalho, a JBS, com as empresas BRF Foods (11.601) e Marfrig (2.714) são responsáveis por empregar 77% dos funcionários do setor no Estado - que totalizam 32 mil trabalhadores.

Somando as reclamações trabalhistas que tramitam contra as três empresas, a Justiça do Trabalho conta com 35 mil ações em trâmite.

Acidentes de trabalho

Conforme o MPT, as atividades desenvolvidas nos frigoríficos são responsáveis por cerca de 20 mil casos de acidentes de trabalho no Brasil, o que coloca o setor em 5º lugar no ranking nacional.

Em Mato Grosso, o setor lidera com folga o ranking, conforme o MPT, registrando mais de dois mil acidentes por ano nas quase 50 unidades de frigoríficos de médio e grande porte montadas no Estado.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet