Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 18 de Dezembro de 2018

1 9
:
0 1
:
5 6

Últimas Noticias

Torpedos

Cidadão revoltado

Já passou da hora da prefeitura de Confresa se pronunciar quanto à ÁGUAS DE CONFRESA pelo...

lucas do Pan

Ola gente vamos ver se o novo governo do MT vai construir o nosso hospital aqui no pan. OU É SÓ...

ONDA DE FURTOS

Pessoal já está mais que na hora de pegar esses meliantes que andam roubando em nossa cidade, já...

Enquete

Na sua opinião, o novo presidente eleito Jair Bolsonaro deve manter o novo ou o antigo traçado da BR-158?

Campanha Publicitária

Classificados

Motoserra

Cidade: confresa

Anunciante: Maysla santos

Valor: 3.200

CASA

Cidade: Confresa

Anunciante: ADILSON VITAL

Valor: A COMBINAR

casa - setor Santa Luzia

Cidade: Confresa

Anunciante: Ana Paula

Valor: a combinar

Notícias / Polícia

12 Mar 2018 - 14:38

Polícia investiga se escola de Confresa enganou acadêmicos, testemunhas foram chamadas para depor

A Polícia segue investigando o caso é convocando vítimas e responsáveis para depoimentos.

Redação | Agência da Notícia

Agência da Notícia

O caso é apurado pela Delegacia de Polícia Civil de Confresa (Crédito: Agência da Notícia)

O caso é apurado pela Delegacia de Polícia Civil de Confresa

Publicidade

A Polícia Civil segue investigando uma escola de Confresa que oferecia cursos a distância de nível superior. Neste final de semana investigadores foram até a instituição em busca de documentos e provas.

Alunos procuraram a polícia após os certificados de conclusão dos cursos terem sido negados pela Universidade, anunciada pela escola, como parceira através de convênio.

Um dos alunos conversou com a nossa reportagem, pediu anonimato, mas disse que pagou mensalidade de R$ 400 por mês, investiu mais de R$ 12 mil ao longo do curso é que agora foi surpreendido pela negativa de diploma. "Não sei o que fazer, foi muito dinheiro investidos, todos os finais de semana dedicados ao estudo e agora essa dúvida do que aconteceu", contou o aluno a equipe do Agência da Notícia.

Procuramos os responsáveis pela instituição em Confresa, mas não obtivemos sucesso. A Polícia segue investigando o caso é convocando vítimas e responsáveis para depoimentos. O inquérito ainda não foi concluído.

"Estão lesando a sociedade", disse prefeito em rede social

O prefeito de Confresa, Rônio Condão, não fugiu da polêmica e falou sobre os alunos que teriam sido enganados por uma instituição de ensino superior em Confresa.

Em uma rede social ele falou sobre os questionamentos e disse que apenas UNEMAT e IFMT estão habilitados para atuarem em Confresa.

"As demais estão irregulares, entretanto lesando o aluno é a sociedade", escreveu Rônio.

Algumas instituições pediram autorização para o Ministério da Educação, mas ainda não conseguiram as devidas autorizações para atuarem no município.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

Campanha publicitária
 
Sitevip Internet