Agência da Notícia

Portal Mato Grosso de noticias

Agência da Notícia, Segunda-feira 20 de Agosto de 2018

1 0
:
2 7
:
5 5

Últimas Noticias

Torpedos

Trânsito de Confresa

Algum vereador poderia fazer um projeto de Lei para coibir a exposição de mercadorias e multar os...

Resposta ao CIDADÃO

Caro CIDADÃO você quer uma AMBULÂNCIA exclusivamente para atender seus caprichos? cria vergonha...

Vale do Araguaia

ENTÃO TÁ CHEGADO MAS UMA ELEIÇÃO MAS QUE CHANCE DEMOS PARA O NOSSO ARAGUAIA? CANTIDADO Á...

Enquete

Na sua opinião qual a maior necessidade do Araguaia?

Classificados

Casa para alugar.

Cidade: Confresa-MT

Anunciante: Horácio Calaça

Valor: 500,00

terra

Cidade: vila rica

Anunciante: idete

Valor: acobina

CASA

Cidade: Confresa

Anunciante: ADILSON VITAL

Valor: A COMBINAR

Newsletter

Notícias / Curiosidade:

16 Mai 2018 - 14:18

Medicamento para refluxo pode duplicar o risco de câncer de estômago

Site de curiosidades

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
O uso prolongado de fármacos comumente indicados para tratar o refluxo está associado a um risco maior de desenvolvimento de câncer de estomago. Segundo um estudo feito pela UCL e pela Universidade de Hong Kong, este tipo de medicamento duplica a chance de desenvolver a doença.

O estudo, publicado online, descobriu que o risco aumentou em relação à dose e à duração do tratamento com estes remédios. Vale lembrar que a presença da bactéria Helicobacter pylori é um fator de risco para o desenvolvimento do câncer de estômago.

A eliminação dessa bactéria do intestino reduz significativamente o risco de desenvolver câncer, mas uma proporção substancial das pessoas tratadas com sucesso continua a desenvolver a doença, que é hoje a terceira principal causa de morte por câncer no mundo.

"Os medicamentos são um tratamento importante da infecção por Helicobacter pylori e possuem bons registros de segurança para uso a curto prazo. No entanto, o uso desnecessário a longo prazo deve ser evitado", explicou o co-autor do estudo, Professor Ian Wong, da UCL School of Pharmacy.

Outras pesquisas recentes relacionaram o uso a longo prazo destes medicamentos com vários efeitos indesejáveis, incluindo pneumonia, ataque cardíaco e fratura óssea.

Como este estudo foi observacional, nenhuma conclusão firme pode ser extraída sobre causa e efeito. Embora os medicamentos inibidores sejam considerados seguros, os pesquisadores pedem aos médicos que tenham cuidado quando prescreverem a medicação a longo prazo. “Em 2015, os médicos da Inglaterra emitiram 56 milhões de prescrições para esses medicamentos”, disse o professor Wong.

A pesquisa publicada anteriormente encontrou uma associação entre o uso de remédios para refluxo e o aumento do risco de câncer de estômago, mas não conseguiu influenciar o papel potencial da bactéria nesse resultado. Por isso, os pesquisadores compararam o uso destes remédios com outro tipo de medicamento utilizado para amenizar a produção de ácido, chamado de antagonista dos receptores H2 da histamina (bloqueadores de H2).

Os pacientes foram monitorados em média por 7,5 anos, até a fase em que desenvolveram câncer de estômago, morreram ou o estudo foi concluído. Durante a realização da pesquisa, 3271 pessoas (5% dos participantes) tomaram os remédios inibidores por quase três anos, enquanto 21.729 pessoas tomaram bloqueadores de H2.

Ao todo, 153 pessoas (0,24%) desenvolveram câncer de estômago, e todas tinham gastrite de longa data, que é a inflamação do revestimento do estômago. Com este resultado, o uso de medicamentos para refluxo foi associado a mais do que duplicar o risco de desenvolver este câncer, enquanto o uso de bloqueadores de H2 não foi associado a um risco aumentado.

 

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet