Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quinta-feira 20 de Setembro de 2018

0 4
:
3 0
:
3 0

Últimas Noticias

Torpedos

Resposta ao Sr Lásaro

Discordo totalmente do que escreveu Sr Lásaro. A Polícia Militar, Conselho Tutelar e TJMT são...

Abandono TJMT/ e CONSELHO TUTELAR, E OUTROS

Vejo não só adolescentes, mais também as crianças abandonadas em PAN e CONFRESA-MT, até mesmo do...

Tráfico de drogas

Em atenção aos comentário feito pelo "Majestoso", viemos por meio deste informar que o NPM Luciara...

Classificados

Sítio

Cidade: Novo São Joaquim

Anunciante: Fernando nunes parreira

Valor: 165.000

CrossFox

Cidade: Vila Rica

Anunciante: Ferreira

Valor: 30.000

Deposito - Centro - 100²

Cidade: Confresa

Anunciante: LEONARDO

Valor: A Combinar

Newsletter

Notícias / Política

12 Jun 2018 - 14:42

TRE-MT nega recurso de prefeito e vice cassados e presidente da Câmara de Vereadores deve assumir prefeitura

Reynaldo Fonseca Diniz (PR), e do vice dele foram cassados por oferecerem exames gratuitos à população na campanha de 2016. Presidente da Câmara, Luzia Brandão (SD), vai assumir o cargo até a realização de eleição suplementar.

G1/MT

Agência da Notícia/Reprodução

Prefeito de Ribeirão Cascalheira, Reynaldo Fonseca Diniz (PR), é acusado de captação ilicíta de votos e abuso de poder (Crédito: Agência da Notícia/Reprodução)

Prefeito de Ribeirão Cascalheira, Reynaldo Fonseca Diniz (PR), é acusado de captação ilicíta de votos e abuso de poder

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) negou na terça-feira (22) o recurso do prefeito de Ribeirão Cascalheira, Reynaldo Fonseca Diniz (PR), e do vice dele, Gleison Oliveira, também do PR, para suspender a decisão da primeira instância que cassou os mandatos deles por oferecerem exames gratuitos à população durante a campanha à reeleição, em 2016.

Com isso, a presidente da Câmara de Vereadores do município, Luzia Nunes Brandão (SD), deve assumir o cargo, até a Justiça Eleitoral realizar uma eleição suplementar para a escolha de novo prefeito.

Reynaldo e Gleyson tiveram os mandatos cassados no dia 19 de dezembro de 2017, mas puderam recorrer da decisão nos cargos.

Agora, após a publicação da decisão do Pleno do TRE, que deve acontecer nos próximos dias, a Câmara de Vereadores deve receber um ofício sobre a posse da vereadora como prefeita temporária.

Luzia afirmou que, no lugar dela, na Presidência do Legislativo municipal, Thiago Montel (PDT), que é vice-presidente, vai assumir o cargo.

A Justiça entendeu que o prefeito cometeu abuso de poder político e econômico nas eleições de 2016, ao utilizar os serviços do secretário municipal de Saúde, Jair Barros, para realizar 460 exames oftalmológicos gratuitos na população durante o período eleitoral, quando era candidato à reeleição.

Diniz, o vice-prefeito e o secretário de Saúde de Ribeirão Cascalheira, Jair Barros, também foram multados em R$ 10 mil e foram declarados inelegíveis por oito anos.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet