Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quarta-feira 19 de Setembro de 2018

1 8
:
2 1
:
0 0

Últimas Noticias

Torpedos

Resposta ao Sr Lásaro

Discordo totalmente do que escreveu Sr Lásaro. A Polícia Militar, Conselho Tutelar e TJMT são...

Abandono TJMT/ e CONSELHO TUTELAR, E OUTROS

Vejo não só adolescentes, mais também as crianças abandonadas em PAN e CONFRESA-MT, até mesmo do...

Tráfico de drogas

Em atenção aos comentário feito pelo "Majestoso", viemos por meio deste informar que o NPM Luciara...

Classificados

Sítio

Cidade: Novo São Joaquim

Anunciante: Fernando nunes parreira

Valor: 165.000

CrossFox

Cidade: Vila Rica

Anunciante: Ferreira

Valor: 30.000

Deposito - Centro - 100²

Cidade: Confresa

Anunciante: LEONARDO

Valor: A Combinar

Newsletter

Notícias / Polícia

11 Jul 2018 - 08:10

Casal é preso em Confresa acusado de planejar e executar comerciante de Porto Alegre do Norte

A operação denominou "Entre Laços" devido à grande relação envolvendo as partes, inclusive amorosa.

Redação | Agência da Notícia

Em menos de um mês a Polícia Civil do município de Confresa concluiu as investigações do bárbaro homicídio ocorrido no último dia 14 de junho no bairro Vila 2000 nas proximidades do pátio do Detran. Um casal apontado como responsável pelo crime foi preso pela PJC.

Conforme informações repassadas ao Site Agência da Notícia, durante as investigações a Polícia Civil identificou duas pessoas suspeitas de planejar e cometer o homicídio qualificado. A suspeita Gabriela de Carvalho Silva, 23 anos, é apontada como a mandante do crime.

Gabriela de Carvalho tinha um relacionamento amoroso com a vítima Raimundo Nonato Queiroz Santos o que facilitou a acusada atrair o comerciante até o local do crime. Geison Silva Lucena, 19 anos, foi quem praticou o homicídio a mando de Gabriela.

A vítima teve o rosto desfigurado após ser agredido com várias pauladas na cabeça e inúmeras facadas pelo corpo. Gabriela também mantinha um relacionamento amoroso com Geison e planejou juntamente com o acusado a morte do comerciante.

Também foi cumprido um mandado de prisão temporária contra a investigada E.T.C.D.A, mas durante as investigações, foi descartado a sua participação, inclusive preliminarmente não sabia do que havia ocorrido e, foi induzida pela suspeita Gabriela.

A operação denominou "Entre Laços" devido à grande relação envolvendo as partes, inclusive amorosa, sem conhecimento de alguma das partes envolvidas.

Os presos serão encaminhados para a Cadeia Pública de Porto Alegre do Norte e para a Cadeia de Nova Xavantina.

Inserir comentário

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

  • por marcelo pereira, em 17 Ago 2018 às 22:46

    sinto muinto a perca do Raimudinho era um grande homem conheço desde da minha infancia tenho orgulho de todos da familia essa mulher foi uma covarde nem vou dizer oque ela merece

  • por Justiceiro, em 12 Jul 2018 às 06:35

    kkkkkk eu só queria saber quem é o policial que cria nomes dessas operações kkkkkk Que originalidade e criatividade hein kkkkkkkk Podia ser "laços de família"

  • por Kléber, em 11 Jul 2018 às 22:19

    O fato de ele dar em cima de mulheres é algo natural pois se tratando de um homem é normal ele querer se relacionar com mulheres, o que não deveria acontecer no caso é alguém se achar no direito de tirar a vida dele, e que de fato foi de forma covarde é injusta, pois além de ter envolvimento de alguém próximo dele no caso quem ele até devesse confiar, acabou por vender a vida do mesmo, tem que ser presos e pagar pelo crime que cometeram.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet