Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quarta-feira 16 de Janeiro de 2019

2 3
:
3 1
:
0 4

Últimas Noticias

Torpedos

Cidadão revoltado

Já passou da hora da prefeitura de Confresa se pronunciar quanto à ÁGUAS DE CONFRESA pelo...

lucas do Pan

Ola gente vamos ver se o novo governo do MT vai construir o nosso hospital aqui no pan. OU É SÓ...

ONDA DE FURTOS

Pessoal já está mais que na hora de pegar esses meliantes que andam roubando em nossa cidade, já...

Campanha Publicitária

Classificados

Lote

Cidade: Confresa

Anunciante: Leandro

Valor: 18.000,000

saveiro g2

Cidade: confresa

Anunciante: Lucas

Valor: 6.000

Kitnet

Cidade: Confresa mt

Anunciante: Verônica Nascimento

Valor: A combinar

Notícias / Geral

5 Jan 2019 - 10:48

Novo governo faz varredura nos contratos da Segurança Pública de Mato Grosso

Serão observados a obediência aos prazos estabelecidos, o cumprimentos das cláusulas, os valores dos contratos e prestação do serviço contratado.

G1/MT

Publicidade

Publicidade

Um decreto publicado no Diário Oficial do Estado que circulou nessa quinta-feira (3), o governo do estado determina uma varredura nos contratos da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp). A verificaão será realizada por gestores, fiscais e fiscais substitutos dentro da Sesp, com o objetivo de constatar a execução correta dos contratos firmados.

Serão observados a obediência aos prazos estabelecidos, o cumprimentos das cláusulas, os valores dos contratos e prestação do serviço contratado.

Os fiscais devem apresentar relatórios sobre os detalhes do contrato e a situação de cada um.

Caso viaturas

Recentemente, o Sindicato dos Investigadores da Polícia Civil (Sinpol) denunciou a falta de viaturas no estado. De acordo com o sindicato, por falta de pagamento das locadoras de veículos, os carros iam para a manutenção e não saiam mais.

À época, a Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp), se manifestou por meio de nota, e reconheceu a falta de viaturas. Alegou ainda que o problema estaria sendo ocasionado pelo encerramento do contrato com a empresa fornecedora dos veículos.

A Sesp informou ainda que um novo contrato só poderia ser feito em um prazo de 90 dias. A secretaria declarou também que moveu uma ação na Justiça para reverter a situação, mas não foi possível. Entretanto, tentava novo acordo com a empresa prestadora do serviço.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

Campanha publicitária
 
Sitevip Internet