Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Domingo 24 de Março de 2019

Publicidade
0 7
:
5 3
:
1 1

Últimas Noticias

Torpedos

Br 158 Araguaia ?

fico me perguntando qual é a ideia destes políticos inites que ficam segurando o progresso de nossa...

Br 158 120 km já

venho aqui chamar a atenção de nossos representantes para que seja cobrado o asfaltamento com...

Colaborador

Quero deixar aqui meu comentário não é só a dona Gé que está trabalhando para os órgãos públicos...

Classificados

Fazenda

Cidade: Santa Terezinha

Anunciante: Raimundo

Valor: 240.000,00

TERRENO URBANO

Cidade: ALTO ARAGUAIA

Anunciante: CLAYTON REGIS CARNIEL

Valor: 30.000,00

FAZENDA 100 ALQUEIRES PARA GADO

Cidade: TERRA NOVA DO NORTE MT

Anunciante: CLAYTON REGIS CARNIEL

Valor: 2.500.000,00

Notícias / Geral

11 Jan 2019 - 09:16

Governador exonera 244 servidores comissionados até a 2ª semana de gestão em MT

Cortes atingiram 15 secretarias. Maioria dos servidores demitidos atuava nas secretarias de Cidades, Infraestrutura e Meio Ambiente.

G1 MT

Publicidade

Publicidade

O governo do estado publicou, no Diário Oficial desta quinta-feira (10), 244 exonerações de servidores públicos comissionados. Os cortes atingiram 15 secretarias.

A maioria dos servidores demitidos estavam lotados nas secretarias estaduais de Cidades, Infraestrutura (Sinfra) e Meio Ambiente (Sema).

Desde que foi eleito, em outubro do ano passado, o governador Mauro Mendes (DEM) anunciou a intenção de exonerar, pelo menos, três mil servidores comissionados, como forma para "enxugar" a folha de pagamento.

A redução de cargos comissionados também faz parte das medidas para recuperar os cofres públicos, já que, segundo Mauro Mendes, o estado tem uma dívida em torno de R$ 4 bilhões.

Pacote de medidas
Com um déficit de quase R$ 1,7 bilhão, o governo apresentou nesta quinta-feira (10) quatro projetos à Assembleia Legislativa.

Os projetos que visam reduzir de 24 para 15 secretarias; extinguir seis empresas mistas; criar uma nova edição do Fundo Estadual de Transportes e Habitação (Fethab); regulamentar os critérios para a concessão da Revisão Geral Anual (RGA); sancionar uma versão estadual da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e a Lei Orçamentária Anual (LOA) para 2019, com modificações.

O projeto prevê receita total pouco superior a R$ 19,2 bilhões e despesas estimadas em aproximadamente R$ 20,9 bilhões, ou seja, há déficit previsto de quase R$ 1,7 bilhão.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

Campanha publicitária
 
Sitevip Internet