Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Domingo 24 de Março de 2019

0 7
:
5 1
:
1 2

Últimas Noticias

Torpedos

Br 158 Araguaia ?

fico me perguntando qual é a ideia destes políticos inites que ficam segurando o progresso de nossa...

Br 158 120 km já

venho aqui chamar a atenção de nossos representantes para que seja cobrado o asfaltamento com...

Colaborador

Quero deixar aqui meu comentário não é só a dona Gé que está trabalhando para os órgãos públicos...

Campanha Publicitária

Classificados

Fazenda

Cidade: Santa Terezinha

Anunciante: Raimundo

Valor: 240.000,00

TERRENO URBANO

Cidade: ALTO ARAGUAIA

Anunciante: CLAYTON REGIS CARNIEL

Valor: 30.000,00

FAZENDA 100 ALQUEIRES PARA GADO

Cidade: TERRA NOVA DO NORTE MT

Anunciante: CLAYTON REGIS CARNIEL

Valor: 2.500.000,00

Notícias / Esporte

11 Jan 2019 - 10:54

STJD arquiva caso de jogador do Goiás nascido em São Félix do Araguaia por ''gato''

Procuradoria descarta hipótese de irregularidade na escalação do atleta, acusado de "gato"

Globo Esporte

Agência da Notícia | Reprodução

 (Crédito: Agência da Notícia | Reprodução)

Publicidade

Publicidade

A Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) decidiu arquivar o "Caso Ernandes". Em documento assinado pelo subprocurador Gustavo Silveira, o orgão descarta a hipótese de situação irregular do lateral-esquerdo do Goiás durante a Série B e não aceita a Notícia de Infração Disciplinar apresentada pela Ponte Preta. O mesmo vale para a denúncia oferecida pelo Sport.

Na ocasião, a Ponte alegou que Ernandes atuou com a idade adulterada - "gato", na gíria do futebol - em 31 partidas da Série B e que o Goiás deveria perder os pontos referentes a esses jogos. Isso faria com que o Esmeraldino não só deixasse de conquistar o acesso à Série A, como fosse rebaixado. A Macaca, que terminou a competição na quinta posição, ficaria com a vaga na elite nacional.

No entanto, o entendimento da Procuradoria é que "não houve violação à condição de jogo do atleta". Mesmo comprovada a adulteração dos documentos de Ernandes, tal fraude não tem influência na disputa da Série B, tampouco o Goiás pode ser penalizado: "Mera divergência na certidão de nascimento (idade), só seria fundamental em competições de categoria de base, que, por óbvio geraria vantagem indevida ao clube".

Desde o início, o Goiás afirmou não temer ser punido. De acordo com o clube, a documentação apresentada pelo jogador é a mesma que ele utilizou ao longo da carreira em todos os times pelos quais passou e a mesma com a qual está oficialmente registrado na CBF.

- Se o atleta possui outra documentação, o fato não é de responsabilidade do clube que o contratou e sim de quem efetuou o registro do jogador como profissional de futebol.

Entenda o caso

Ernandes é suspeito de adulterar a idade em dois anos. Ao invés de 11 de novembro de 1987, como consta no Boletim Informativo Diário (BID) e em todos os documentos apresentados ao Goiás, a verdadeira data de nascimento do atleta mato-grossense seria 11 de novembro de 1985, como confirma o Cartório do 2º Ofício de São Felix do Araguaia-MT, local em que ele foi registrado na certidão original.

O contrato de Ernandes com o Goiás terminou no dia 6 de dezembro. Antes do imbróglio, o nome do lateral estava em uma lista de possíveis renovações para 2019. Porém, diante da irregularidade na documentação, a diretoria optou por não prorrogar o vínculo. O Esmeraldino não tem certeza de que o atleta escapará de punição.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Campanha publicitária
 
Sitevip Internet