Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sábado 23 de Fevereiro de 2019

Publicidade
1 0
:
3 7
:
1 9

Últimas Noticias

Torpedos

Agenora na Educação

Eu vi a Agenora na Prefeitura ontem, lá na Educação. Mas a justiça não proibiu??? Pelo jeito ela...

FALTA DE IGUALDADE.!!!

Vejo esse Colégio Militar Racista e preconceituoso veja isso "I-50% (cinquenta por cento) para ...

confresa e nossa ou de politicos

ENTÃO COMO JÁ DISSE OUTRAS VEZES EU SOU FUNCIONÁRIO PÚBLICO DE CINFRESA DESDE O SEGUNDO MANDADO DO...

Classificados

CASA

Cidade: Confresa

Anunciante: ADILSON VITAL

Valor: A COMBINAR

Gran Siena actrotive

Cidade: Canabrava do Norte mt

Anunciante: Vinicius

Valor: 35.000

mão de oba

Cidade: Confresa MT

Anunciante: Antonio Carlos

Valor: A combinar

publicidade

Notícias / Agronegócio

28 Jan 2019 - 14:57

Mato Grosso está entre os que deve ter menor perda na safra de soja devido ao clima

Só Notícias

Publicidade

Publicidade

Devem chegar a 15 milhões de toneladas as perdas na safra 2018/19 na cultura da soja em decorrência da problemas climáticos em 11 estados. O volume representa 12,5% da expectativa inicial de 120 milhões de toneladas para a safra atual. A estimativa é da Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil), que já passou por alguns estados como Paraná, Mato Grosso do Sul, Piauí e Bahia fazendo levantamento das perdas. “Esse é o montante até o momento, mas a quebra ainda pode ser maior”, afirmou o presidente da Aprosoja Brasil, Bartolomeu Bartolomeu Braz, após reunião da entidade, na última quarta-feira (23/1).

O Paraná é o estado mais atingido, com perdas de 30%, seguido da Bahia e Piauí (20% cada), Mato Grosso do Sul e Goiás (15% cada). São Paulo contabiliza prejuízos em 10% da safra. Mato Grosso e Tocantins perderam 8%, seguido do Maranhão (7%) e Rio Grande do Sul (5%), onde o problema é o excesso de chuvas.

Mato Grosso, campeão nacional em produção, está entre os que devem ter menor perda, cerca de 8% da safra prevista de 29,5 milhões de toneladas.

A Aprosoja Brasil já fez pedido à ministra da Agricultura Tereza Cristina para garantir a prorrogação dos custeios e investimentos, mas que “infelizmente para alguns produtores” isso não vai ser suficiente, como informa o presidente da entidade. “Já estamos pensando uma estratégia para repactuação das dívidas, inclusive pensando em securitização. Já estamos em conversas para ver se é criada uma linha especial de financiamento junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) junto com algum auxílio do governo federal para reduzir o custo com juros para garantir saúde financeira desses produtores”, destacou, através da assessoria.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

Campanha publicitária
 
Sitevip Internet