Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 19 de Fevereiro de 2019

1 8
:
3 8
:
3 7

Últimas Noticias

Torpedos

Agenora na Educação

Eu vi a Agenora na Prefeitura ontem, lá na Educação. Mas a justiça não proibiu??? Pelo jeito ela...

FALTA DE IGUALDADE.!!!

Vejo esse Colégio Militar Racista e preconceituoso veja isso "I-50% (cinquenta por cento) para ...

confresa e nossa ou de politicos

ENTÃO COMO JÁ DISSE OUTRAS VEZES EU SOU FUNCIONÁRIO PÚBLICO DE CINFRESA DESDE O SEGUNDO MANDADO DO...

Campanha Publicitária

Classificados

Gran Siena actrotive

Cidade: Canabrava do Norte mt

Anunciante: Vinicius

Valor: 35.000

mão de oba

Cidade: Confresa MT

Anunciante: Antonio Carlos

Valor: A combinar

PRECISANDO DE DINHEIRO?

Cidade: Confresa

Anunciante: Empréstimo Consignado e Crédito Pessoal

Valor: Qualquer valor que desejar

publicidade

Notícias / Esporte

9 Fev 2019 - 09:46

Antes de nova luta, Anderson Silva evita comparações com outros ídolos do esporte

Extra Globo

Publicidade

Publicidade

Um dos maiores nomes da história do MMA, Anderson Silva costumava fazer graça dentro e fora do octógono em seus áureos tempos. Agora, aos 43 anos, não mais. O ex-campeão dos médios do UFC — que enfrenta o nigeriano Israel Adesanya, de 29 anos, por volta das 2h deste domingo, em Melbourne, na Austrália — evita comparações. Em 2014, por exemplo, Spider se autoproclamou o Ayrton Senna do MMA. Ao falar sobre isso agora, ele é mais ponderado.

— São esportes diferentes, mas ninguém pode se comparar ao Senna — afirmou ele, em entrevista por telefone: — Por outro lado, tenho méritos dentro do esporte, acredito que a receptividade que tive aqui na Austrália fala muito sobre isso. Não tenho que me comparar com ninguém, seria a mesma coisa que comparar Ronaldinho Gaúcho com Ronaldo Fenômeno, ou Romário com Neymar.


Desde que foi derrotado duas vezes pelo americano Chris Weidman em 2013, o brasileiro venceu apenas uma de suas três lutas: no dia 11 de fevereiro de 2017, superou o americano Derik Bronson, por decisão unânime, na última vez que subiu ao octógono. Em outras épocas, Anderson estaria ansioso para voltar. Mas, ao responder sobre o que mais tem saudade, surpreendeu.

— Estou bem tranquilo. É a mesma coisa, luta é luta, vai ser dura, mas nada que eu já não tenha enfrentado — desdenhou o lutador.

Aposentadoria fora do radar

Mesmo aos 43 anos, o discurso de Anderson Silva é de seguir lutando. Aposentadoria não está nos planos do ex-campeão.

— Meu foco é nesta luta aqui na Austrália. Depois, voltar para casa, descansar e continuar os treinos — disse Spider, que ressalta ter mais lutas no contrato com o UFC.

Independentemente do resultado da luta de logo mais, o brasileiro sabe que já tem um legado para os fãs :

— É continuar fazendo o que amo, do jeito que sempre fiz, com garra, vontade, treinando, isso é o mais importante, o que fica é a força de vontade, a determinação.

A serenidade de Spider é tão grande que ele não se abala com o fato de o Brasil não ter, no masculino, nenhum detentor de cinturão (apenas Amanda Nunes, entre as mulheres):

— Tudo é fase, o Brasil tem grandes lutadores.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

Campanha publicitária
 
Sitevip Internet