Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sábado 23 de Fevereiro de 2019

0 9
:
4 0
:
1 3

Últimas Noticias

Torpedos

Agenora na Educação

Eu vi a Agenora na Prefeitura ontem, lá na Educação. Mas a justiça não proibiu??? Pelo jeito ela...

FALTA DE IGUALDADE.!!!

Vejo esse Colégio Militar Racista e preconceituoso veja isso "I-50% (cinquenta por cento) para ...

confresa e nossa ou de politicos

ENTÃO COMO JÁ DISSE OUTRAS VEZES EU SOU FUNCIONÁRIO PÚBLICO DE CINFRESA DESDE O SEGUNDO MANDADO DO...

Classificados

CASA

Cidade: Confresa

Anunciante: ADILSON VITAL

Valor: A COMBINAR

Gran Siena actrotive

Cidade: Canabrava do Norte mt

Anunciante: Vinicius

Valor: 35.000

mão de oba

Cidade: Confresa MT

Anunciante: Antonio Carlos

Valor: A combinar

Notícias / Geral

9 Fev 2019 - 10:00

Piscicultura será uma das atividades econômicas incentivadas pela Seaf em Mato Grosso

Os produtores de Porto Estrela participaram de um curso de controle sanitário aquícola e receberam outras orientações técnicas na sexta-feira (08).

Redação

Publicidade

Publicidade

O secretário estadual de Agricultura Familiar (Seaf), Silvano Amaral, esteve nesta sexta-feira (08.02) no município de Porto Estrela para conhecer o projeto “Criar nas Águas”, que disponibiliza tanques para criação de peixes, cuja finalidade é a comercialização e subsistência de pequenos e médios produtores que vivem na região. 

A iniciativa, mantida pela administração municipal, serve como experiência para o desenvolvimento regional. O apoio à implantação de viveiros em outros municípios será uma das medidas estudadas pela secretaria, atendendo a critérios de cadastramento, análise de renda e comércio favorável.

“Acreditamos que a agricultura familiar tem um papel fundamental na melhoria das questões socioeconômicas e a piscicultura é uma das áreas de grande impacto em áreas rurais do nosso Estado. Buscaremos parcerias para que tudo seja elaborado de forma organizada e que auxilie quem realmente vive desta atividade”, salientou o secretário.

Os produtores da cidade participaram de um curso de controle sanitário aquícola e receberam orientações sobre a manutenção da qualidade da água e distribuição correta da ração para evitar desperdícios, perca de oxigênio e impurezas. A qualificação foi ministrada na Comunidade Luzia, pelo Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea), em parceria com outras instituições.

“Mesmo sendo uma cidade com pouco mais de 2 mil habitantes, percebemos com base na experiência de outros estados brasileiros que havia a necessidade de melhorar a vida do pequeno produtor -  que antes contava somente com a produção de alimentos como mandioca e banana, além do trabalho braçal no campo”, pontuou o prefeito de Porto Estrela, Eugênio Pelachim.



O projeto Criar nas Águas foi iniciado em 2018 e beneficia mais de 100 famílias, com 70 tanques de peixes da espécie tambatinga, em 13 comunidades rurais. Os produtores passam por cadastramento e o município auxilia o fornecimento de maquinário e assistência técnica. O pescado é comercializado em feiras e mercados da cidade, além do manejo para o autoconsumo.

Manoel Pedro, 45, mantém um viveiro com 570 peixes e faz desta produção uma renda extra para manter a família, que hoje chega até R$ 3 mil por mês. “Todo o dinheiro que recebia antes era somente da venda de derivados do leite. A possibilidade de trabalhar com peixe e o apoio técnico mudou a realidade dos produtores daqui e a expectativa é ampliar as vendas”.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

Campanha publicitária
 
Sitevip Internet