Agência da Notícia

Há 14 anos no MT

Agência da Notícia, Domingo 15 de Setembro de 2019

1 3
:
0 5
:
3 0

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Internauta AN

Notícias / Economia

12 Mar 2019 - 17:00

Setor atacadista de Mato Grosso tem queda de vendas e reclama da tributação nas bebidas

Só Notícias

Publicidade

O presidente da Associação Mato-grossense de Atacadistas e Distribuidores (AMAD), João Carlos Sborchia, disse, hoje, que “o setor no país ter tido um crescimento real no ano passado, em Mato Grosso foi diferente do resto do Brasil em razão da forte concorrência que temos com outros Estados, principalmente de Goiás” e outro aspecto que pesou no faturamento negativo do atacado distribuidor no Estado é a excessiva tributação das bebidas alcoólicas. “O setor atacadista mato-grossense hoje não consegue comercializar em função dos altos tributos. Precisamos mudar isso para transformar essa realidade e crescer de forma sustentável este ano”, afirmou.

Para o presidente do Sindicato do Comércio Atacadista e Distribuidor de Mato Grosso, Sebastião dos Reis Gonçalves (Tião da Zaeli), há alguns anos os atacadistas e distribuidores do Estado vem sofrendo com restrições tributárias, problemas logísticos e forte concorrência de atacados de outros estados que são beneficiados com incentivos fiscais. “Para se ter uma ideia, os atacados de Goiás invadem todo o mercado brasileiro. O setor tem muito incentivo e um atacadista de lá fatura por todos os nossos”, comenta.

Tião lembra ainda da onda crescente dos atacarejos, que têm tomado uma boa parcela de faturamento dos atacadistas, principalmente do pequeno comerciante que revende as mercadorias. “Nesse cenário, o canal de distribuição formado pelos atacadistas só vem perdendo espaço, apresentando taxas menores de crescimento a cada ano”, ressalta.

O faturamento anual dos atacadistas e distribuidores de Mato Grosso gira em torno de R$ 5 bilhões, com uma frota de aproximadamente 10 mil veículos, e a geração de mais de 40 mil empregos diretos e indiretos em todo o Estado. O setor abastece em torno de 62% do canal varejista do estado.

O setor não detalhou se pretende fazer gestões ao novo governo estadual para reduzir a tarifação sobre bebidas, por exemplo.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet