Agência da Notícia

Há 14 anos no MT

Agência da Notícia, Sexta-feira 19 de Julho de 2019

0 1
:
2 6
:
0 7

Últimas Noticias

Enquete

Você é a favor ou contra a greve dos profissionais da educação do estado de Mato Grosso? Dê sua opinião.

Campanha Publicitária

Internauta AN

Notícias / Geral

8 Abr 2019 - 13:20

Há 20 anos, obra social em Cuiabá acolhe pessoas com depressão

Unindo acolhimento religioso e tratamento médico, lar filantrópico ajuda a resgatar vidas

Mídia News

Reprodução

Campanha do Lar de Eurípedes em 2018, durante o Setembro Amarelo, mês de prevenção contra o suicídio (Crédito: Reprodução)

Campanha do Lar de Eurípedes em 2018, durante o Setembro Amarelo, mês de prevenção contra o suicídio

Publicidade

Unir o tratamento médico ao espiritual para resgatar vidas. Essa é a proposta do Lar de Amparo Espiritual Eurípedes Barsanulfo, que faz parte da Associação Espírita Wantuil de Freitas, em Cuiabá.

 

A casa, que é mantida há 20 anos por meio de doações e funciona com o trabalho de cerca de 70 voluntários, busca ajudar pacientes com depressão. Ao longo dos anos, ao menos 700 pessoas já foram atendidas no lar.

 

Os casos da doença, que em casos mais graves pode levar ao suicídio, aumentaram 18% no país nos últimos 10 anos, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS). A previsão da OMS é de que, até 2020, a doença seja a mais incapacitante do planeta.

 

A combinação de tratamento com médicos e psicólogos pode mudar esse quadro e dar ao paciente uma melhor qualidade de vida, mas há ainda aquelas pessoas que acreditam também que a alma deva ser curada, como é o caso da coordenadora do Lar de Eurípedes, Fransoize Magalhães.

“A pessoa fica emocionada de ver os profissionais que fazem aquilo por amor. O amor cura, então, ver o amor ao próximo em ação é fantástico”, declara.

 

Todos os pacientes passam por uma triagem antes da internação. O conselho é composto por profissionais da saúde, como médicos, psiquiatras e fisioterapeutas, além dos médiuns, que vão fazer a avaliação espiritual da pessoa.

 

“[Fazemos] essa triagem e vemos se temos condições de atender. Já atendemos várias situações que a gente pensava que era mental e era só mediúnico”, conta a coordenadora.

 

O tratamento inicial no lar dura cerca de três dias. Além da assistência médica, o paciente terá atividades criativas como pintura, leitura de livros e participa do estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo, livro de Allan Kardec, principal nome da Doutrina Espírita.

 

“Segundo Allan Kardec todos nós temos um sexto sentido, uns mais aguçados, outros menos. No tratamento espiritual que nós fazemos são trabalhadas essas energias e elas são canalizadas para o tratamento”, explica.

 

Os tratamentos espirituais e energéticos incluem passe – práticas que visam transmitir energias entre o médium e a pessoa atendida –  e a musicoterapia, por exemplo.

“Trabalhamos com o evangelho, corrente, passes, água fluidificada, então todos participam juntos. Há um retorno para o sagrado, um sagrado que temos dentro de nós mesmos”, conta.

 

Apesar do local fazer parte de uma associação espírita, o lar acolhe pessoas de todas as religiões.

 

“Religião é um assunto bastante polêmico e nós trabalhamos com a religião. Mas se nós abríssemos a casa para atender espíritas, ela estaria fechada. Não temos pretensão de mudar ninguém de religião. Nós oferecemos as terapias e ainda estimulamos que, de onde ela estiver, que faça o melhor para aquele lugar e para ela”, afirma Fransoize.

 

Pessoas de vários lugares do Brasil vem para Cuiabá para passar pelo tratamento no Lar de Eurípedes, que atente todos os pacientes de forma gratuita. Muitos procuram ajuda espiritual como a última chance para o tratamento da saúde mental.

 

“Quando você para um pouco e se conhece, você começa a se amar, você começa a achar possível. Temos para nós que a pessoa que se isola ela não está em um caminho correto de vida social, que é o que Jesus prega”, afirma a coordenadora.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet