Agência da Notícia

Há 14 anos no MT

Agência da Notícia, Segunda-feira 24 de Junho de 2019

1 0
:
2 0
:
1 2

Últimas Noticias

Torpedos

CORPO DE BOMBEIRO

GOSTARIA de uma materia, explicando por o corpo de bombeiro proibiou a festa juninas na escolas

Alternativa

Parabéns ao sindicato rural e prefeitura municipal de vila rica MT 33 anos de aniversario

Camilão iluminado!

Parabenizo a administração municipal que atendeu as diversas solicitações dos munícipes e iluminou...

Classificados

SANDERO STEPWAY 12/12

Cidade: CONFRESA

Anunciante: RAFAEL GABOARDI BECKER

Valor: A COMBINAR

casa para vender

Cidade: Confresa

Anunciante: ADILSON VITAL

Valor: A combinar

Ford Focus 2007

Cidade: Confresa

Anunciante: Wilsrley

Valor: 9.000,00

Notícias / Esporte

15 Abr 2019 - 10:09

Rei dos clássicos! Bruno Henrique faz dois e Flamengo abre boa vantagem sobre o Vasco

Rubro-Negro largou na frente na decisão do Carioca

O dia

Publicidade

Rio - O Flamengo deu um passo gigante neste domingo para conquistar o título do Carioca de 2019 ao vencer com enorme facilidade o Vasco por 2 a 0 no Engenhão, com show de Bruno Henrique e Éverton Ribeiro, e boa participação de Arrascaeta. Enquanto o camisa 7 comandou o meio de campo, o atacante se consolidou como carrasco em clássicos ao marcar os dois gols do jogo e se isolar como artilheiro da competição, com oito. Com o resultado, o Rubro-Negro pode perder por até um gol de diferença domingo que vem no Maracanã. Resta ao Cruzmaltino apagar a péssima atuação e buscar um placar de três gols de diferença ou dois para levar aos pênaltis.

Em um primeiro tempo tão morno quanto a torcida - que graças aos dirigentes compareceu em baixíssimo número para uma final ­-, o Flamengo teve mais motivos para lamentar que o Vasco. Melhor nos 45 minutos, o Rubro-Negro teve enorme facilidade para chegar o ataque, mas foi incapaz de finalizar. Já o Cruzmaltino, sem criatividade alguma, abusou dos chutões.

A principal diferença entre as duas equipes talvez tenha sido seus homens de criação. Com a opção de Abel Braga em sacar Diego para escalar Arrascaeta de titular, Éverton Ribeiro ficou no meio, com o uruguaio na esquerda, Bruno Henrique centralizado e Gabigol na direita. E o camisa 7 distribuiu muito bem o jogo, criando alternativas. O problema é que faltou o último passe para as finalizações. Tanto que a melhor chance foi em um chute para fora de Gabigol e em rebote pego por Éverton Ribeiro que Fernando Miguel espalmou.

O domínio do clássico na primeira etapa foi todo rubro-negro, até porque o Vasco viu seu meio-de-campo pouco inspirado e ficou preso na marcação por pressão do adversário. Ao contrário de Éverton Ribeiro, que estava em todos os cantos e bem assessorado por Arrascaeta, Bruno Henrique apareceu muito pouco e mais pelo lado direito. Para piorar, além do camisa 10, Pikachu foi pouco participativo. Como resultado, Maxi López, de volta ao time, ficou muito isolado entre os marcadores e teve que se virar sozinho, sem muito sucesso. Ainda assim, o atacante teve a melhor chance vascaína, sendo travado pela zaga, em jogada individual.

Devido ao panorama inicial, o técnico Alberto Valentim tirou no intervalo Bruno César e colocou Lucas Santos, deixando o apagado Pikachu na armação. A situação vascaína melhorou pouco porque os homens do meio continuaram sem inspiração, mas pelo menos Marrony cabeceou bola no travessão. Para piorar, o Flamengo manteve a postura no segundo tempo, com a diferença de que, além de Éverton Ribeiro, Arrascaeta e Bruno Henrique foram decisivos e o time conseguiu finalizar.

Gabigol já havia perdido chance incrível ao cabecear rente à trave, até que Bruno Henrique, jogando mais centralizado, abriu o placar aos 9. E não podia deixar de ter a participação de Éverton Ribeiro. O camisa 7 continuou ditando o ritmo do time e fez o cruzamento, que Danilo Barcelos afastou mal e deixou para o atacante marcar.

O gol até fez o jogo ficar mais aberto, mas o Vasco seguiu dependendo de lampejos de Maxi López, que quase empatou em chute para fora. E o Flamengo só não fez o segundo porque o VAR anulou gol de Bruno Henrique, impedido. O árbitro de vídeo viria a ter uma pane elétrica aos 33 minutos.

A situação não estava boa, a ponto de os vascaínos gritarem: "Ei, Vasco, vamos jogar!" Nem mesmo as três mudanças de Alberto Valentim no ataque do Vasco ajudaram na criação. E a defesa ainda complicou, quando Cáceres perdeu a bola para Arrascaeta perto da área. O uruguaio cruzou, Fernando Miguel espalmou e Bruno Henrique estava lá para colocar a bola na rede e fazer o segundo gol, aos 32. Foi o oitavo gol do atacante no Carioca, novo artilheiro do campeonato. Detalhe: marcou duas vezes em cada rival (Botafogo, Fluminense e Vasco).

Entregue e sem nenhum poder de reação, restou ao Vasco se segurar nos minutos finais para não ter prejuízo maior.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet