Agência da Notícia

Há 14 anos no MT

Agência da Notícia, Quarta-feira 26 de Junho de 2019

Publicidade
1 1
:
1 4
:
4 1

Últimas Noticias

Torpedos

CORPO DE BOMBEIRO

GOSTARIA de uma materia, explicando por o corpo de bombeiro proibiou a festa juninas na escolas

Alternativa

Parabéns ao sindicato rural e prefeitura municipal de vila rica MT 33 anos de aniversario

Camilão iluminado!

Parabenizo a administração municipal que atendeu as diversas solicitações dos munícipes e iluminou...

Campanha Publicitária

Classificados

SANDERO STEPWAY 12/12

Cidade: CONFRESA

Anunciante: RAFAEL GABOARDI BECKER

Valor: A COMBINAR

casa para vender

Cidade: Confresa

Anunciante: ADILSON VITAL

Valor: A combinar

Ford Focus 2007

Cidade: Confresa

Anunciante: Wilsrley

Valor: 9.000,00

Notícias / Geral

15 Abr 2019 - 15:20

Presidente alega que agro deve contribuir e que funcionários usam saúde pública

RD News

JLSiqueira

Presidente da Assembleia Eduardo Botelho lembra que funcionários de ruralistas também usam sistema público (Crédito: JLSiqueira)

Presidente da Assembleia Eduardo Botelho lembra que funcionários de ruralistas também usam sistema público

Publicidade

Para o presidente da Assembleia Eduardo Botelho (DEM), os produtores rurais têm obrigação de contribuir com a saúde, porque não pagam “hospital particular” para seus funcionários. E, quando esses adoecem, eles precisam utilizar a rede pública de saúde.

A crítica do parlamentar se dá em razão do posicionamento contrário à aprovação da Mensagem 65, que garantiu que pelo menos R$ 70 milhões sejam transferidos do MT Participações para a Saúde. O recurso advém do novo Fethab.

A relação entre os produtores rurais e a Assembleia não tem sido a mais harmônica desde a discussão em torno do Pacto por Mato Grosso, em janeiro deste ano, quando novas alíquotas para o Fethab foram aprovadas. Dessa vez, ao retirar os 10% do novo Fethab, que foram definidos para subsidiar o MT Participações para suplementar a Saúde do Estado, mais uma vez os produtores se sentiram desprestigiados.

Apesar dessa evidência, o presidente da Mesa Diretora avalia que os produtores precisam dar sua cota de contribuição e afirma isso ao avaliar o contexto da Mensagem 65.

“É uma medida paliativa, eu gostaria que fosse o ano inteiro. Não é justo que 10% do Fethab fique lá parado, esperando um plano de investimento, enquanto temos uma saúde cheia de dificuldades. No meu entendimento foi justo”, apontou.

Botelho aponta que, quando houve alteração no Fethab, o agronegócio achou ruim, mas agora estão vendo que as obras estão saindo e isso já provoca satisfação no setor.

“Daqui a pouco eles (os produtores rurais) vão ver que a saúde vai melhorar, afinal, porque eles pensam que vai pra onde os funcionários deles? Eles pagam hospital particular para os funcionários?, Pagam nada, jogam tudo para a saúde pública, então eles têm sim que contribuir, e é muito justo que contribuam”, asseverou.

Neste sentido, o presidente da Aprosoja, Antonio Galvan, tem se manifestado reiteradamente que é contra ao que chama de “desvio de finalidade” dos valores do Fethab. Lembra que o fundo foi criado para investir em infraestrutra.  

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet