Agência da Notícia

Há 14 anos no MT

Agência da Notícia, Sexta-feira 19 de Julho de 2019

2 0
:
2 8
:
0 2

Últimas Noticias

Enquete

Você é a favor ou contra a greve dos profissionais da educação do estado de Mato Grosso? Dê sua opinião.

Internauta AN

Notícias / Agronegócio

16 Abr 2019 - 15:00

Em 1 ano, dívida de MT cresce R$ 400 mi

RD News

Gilberto Leite/Rdnews

Economista Vivaldo Lopes diz que um dos motivos é o financiamento para fazer pontes de concreto e pavimentação (Crédito: Gilberto Leite/Rdnews)

Economista Vivaldo Lopes diz que um dos motivos é o financiamento para fazer pontes de concreto e pavimentação

Publicidade

ato Grosso encerrou março com um dívida de R$ 3,151 bilhões assegurada pela Secretária de Tesouro Nacional (STN). Deste montante, a maior parte, 65%, consiste em dívidas internas, totalizando R$ 2,020 bilhões. Já a dolarizada, em março, era de R$ 1,131 bilhão - 12% maior que o contabilizado em igual período de 2018, quando o total de operações garantidas pelo Tesouro Nacional referente à Mato Grosso totalizava R$ 2,749 bilhões.

Dentro de um ano, o valor assegurado pelo Tesouro Nacional aumentou cerca de R$ 400 milhões. O economista Vivaldo Lopes explica que dois fatores podem ter influenciado. “O aumento de operação interna pode ser influenciado pelo financiamento feito pelo governo junto ao Banco do Brasil no valor de R$ 600 milhões para fazer pontes de concreto e pavimentação”.

Outro fator, na avaliação do economista, é que a maioria dos contratos firmados pelo Estado junto aos bancos nacionais é indexada pelo Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI), que é calculado mensalmente pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), que encerrou fevereiro em 7,7% no acumulado de 12 meses, índice 97% maior que o INPC, que é a inflação oficial, que no período analisado somou 3,9%.

“O governo amortiza uma parte, mas boa parte desta dívida interna tem juros altos e mais a correção monetária feita pelo IGP-DI. Essa correção do saldo devedor é corrigida de acordo com o contrato, o que pode acontecer mensalmente ou anualmente”, explica Vivaldo.

Apesar desta perspectiva, Mato Grosso permaneceu em uma situação relativamente positiva já que, pelo menos, garantiu o pagamento dos débitos junto às instituições financeiras nacionais e internacional. Dados divulgados pelo governo na última semana apontam que em março foram pagos R$ 203,4 milhões, o que inclui a parcela de US$ 37 milhões ao Bank of America.

No primeiro trimestre de 2019, o governador Mauro Mendes (DEM) já pagou R$ 285,4 milhões em relação às dívidas com os bancos. Desde 2017, o Estado vem pagando este tipo de dívida em dia, sendo que somente em 2016 que o STN teve que pagar R$ 107 milhões em razão de não pagamento feito pelo Estado.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet