Agência da Notícia

Há 14 anos no MT

Agência da Notícia, Quarta-feira 17 de Julho de 2019

0 5
:
2 5
:
5 1

Últimas Noticias

Enquete

Você é a favor ou contra a greve dos profissionais da educação do estado de Mato Grosso? Dê sua opinião.

Internauta AN

publicidade

Notícias / Geral

18 Abr 2019 - 15:40

Sakamoto pede auxílio para encontrar deputado Neri Geller

Gazeta Digital

Agência Brasil

 (Crédito: Agência Brasil)

Publicidade

O desembargador Pedro Sakamoto, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), determinou na terça-feira (16) que o deputado federal Neri Geller (PP) seja intimado em Brasília para ter ciência de uma ação de investigação judicial.  Processo pode cassar mandato por abuso de poder econômico. Se for preciso, a Justiça deve procurá-lo na Câmara Federal, local de trabalho do parlamentar. 

A determinação surge após requerimento do Ministério Público Eleitoral. O órgão mostrou no processo que a Justiça não conseguiu encontrar Geller em Lucas do Rio Verde (354 km ao norte de Cuiabá), local de domicílio. O próprio deputado informou por telefone que não saberia informar em qual data estadia em Lucas.   

 

A acusação chegou a questionar a pouca vontade do parlamentar em dar celeridade ao caso. “A verdade é que, quisesse o investigado efetivamente colaborar com os trabalhos desta Especializada, já o teria feito, inclusive mediante comparecimento espontâneo aos autos”, afirmou o Ministério Público.  

 

Em sua decisão, Sakamoto afirmou ser notório o cargo de Geller como deputado federal, atuando em Brasília. Assim, requereu auxílio do Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal, por meio de carta precatória.   

 

“Determino a expedição de carta precatória ao TRE-DF, com prazo de 15 (quinze) dias para cumprimento, a fim de que seja promovida a citação do representado Neri Geller no endereço de seu domicílio necessário (Câmara dos Deputados)”, finaliza Sakamoto em trecho da decisão.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet