Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Segunda-feira 20 de Maio de 2019

Publicidade
1 1
:
2 9
:
5 7

Últimas Noticias

Torpedos

Alternativa

Parabéns ao sindicato rural e prefeitura municipal de vila rica MT 33 anos de aniversario

Camilão iluminado!

Parabenizo a administração municipal que atendeu as diversas solicitações dos munícipes e iluminou...

Camilão às escuras

A situação da praça Camilão é triste. Um dos pouquíssimos espaços públicos para lazer e talvez o...

Classificados

SANDERO STEPWAY 12/12

Cidade: CONFRESA

Anunciante: RAFAEL GABOARDI BECKER

Valor: A COMBINAR

casa para vender

Cidade: Confresa

Anunciante: ADILSON VITAL

Valor: A combinar

Ford Focus 2007

Cidade: Confresa

Anunciante: Wilsrley

Valor: 9.000,00

Notícias / Política

19 Abr 2019 - 17:00

Justiça Eleitoral de MT pede ajuda para que DF intime Geller

Desembargador Pedro Sakamoto determinou expedição de carta precatória

Mídia News

Alair Ribeiro/MidiaNews

O deputado Neri Geller, que é alvo de ação no Tribunal Regional Eleitoral (Crédito: Alair Ribeiro/MidiaNews)

O deputado Neri Geller, que é alvo de ação no Tribunal Regional Eleitoral

Publicidade

Publicidade

O desembargado Pedro Sakamoto, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), determinou que seja encontrados meios para notificar o deputado federal Neri Geller (Progressistas) sobre o andamento de uma ação judicial que corre na Corte.

 

O documento é desta terça-feira (16). Nela, o magistrado lembra que não conseguiu encontrar o congressista em Lucas do Rio Verde (354 km ao norte de Cuiabá).

 

A determinação atende a um pelo Ministério Público Eleitoral. Geller responde a uma Ação de Investigação Eleitoral Judicial por abuso de poder econômico proposta pelo órgão. Ele teve as contas de campanha de 2018 reprovadas pelo TRE.

 

Devido a isso, Sakamoto pede para que o TRE do Distrito Federal encontre o congressista – que reside também em Brasília em razão do cargo de parlamentar -, e em 15 dias, o notifique sobre a ação. 

 

“Por essa razão, determino a expedição de carta precatória ao TRE-DF, com prazo de 15 (quinze) dias para cumprimento, a fim de que seja promovida a citação do representado Neri Geller no endereço de seu domicílio necessário (Câmara dos Deputados)”, consta em determinação.

 

No pedido, o MP Eleitoral ainda pede que seja expedida uma carta de ordem a 21ª Zona Eleitoral, que fica em Lucas do Rio Verde, “a fim de que se proceda a citação do investigado, devendo constar do referido expediente as observações relativas ao cumprimento da diligência por hora certa, caso constatada a suspeita de ocultação do representado”.

 

Reprovação das contas

 

De acordo com o parecer técnico conclusivo da Justiça Eleitoral, no qual o MP Eleitoral se baseou para propor a ação, Neri Geller apresentou a prestação de contas relativas às eleições de 2018 com irregularidades, além de ter efetuado um alto volume de doações a outros candidatos, excedendo o limite de gastos em R$ 854.651,25.

 

O parecer técnico aponta que Geller declarou como despesas de campanha o valor de R$ 2.412.651,25, o que por si só não excederia o limite de gastos de campanha para deputado federal, fixado em R$ 2 milhões, de acordo com o artigo 6º, inciso I, da Resolução nº 23.553/2017. Entre esses gastos declarados, R$ 385 mil foram doações realizadas para seis candidatos, utilizando-se a conta bancária da campanha, dentro da sistemática prevista pelo Tribunal Superior Eleitoral (TST).

 

Mas, também foi constatado que outros seis candidatos receberam doações de campanha, num total de R$ 942 mil, da pessoa física de Neri Geller. Ocorre que as doações a outros candidatos, além de compor o limite de gastos de campanha, também configuram despesas de campanha eleitoral, o que significa que deveriam, necessariamente, transitar nas contas de campanha.

 

Além de ter verificado as irregularidades na prestação de contas e o excesso dos gastos eleitorais, o MP Eleitoral chama a atenção para a ocorrência de abuso de poder econômico, pois em consulta aos resultados eleitorais de 11 candidatos, foi verificado que foram realizadas doações no total de R$ 1,327 milhão, todos concorrentes ao cargo de deputado estadual. Destes, quatro foram eleitos.

 

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet