Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 21 de Maio de 2019

0 4
:
1 4
:
4 9

Últimas Noticias

Torpedos

Alternativa

Parabéns ao sindicato rural e prefeitura municipal de vila rica MT 33 anos de aniversario

Camilão iluminado!

Parabenizo a administração municipal que atendeu as diversas solicitações dos munícipes e iluminou...

Camilão às escuras

A situação da praça Camilão é triste. Um dos pouquíssimos espaços públicos para lazer e talvez o...

Campanha Publicitária

Classificados

SANDERO STEPWAY 12/12

Cidade: CONFRESA

Anunciante: RAFAEL GABOARDI BECKER

Valor: A COMBINAR

casa para vender

Cidade: Confresa

Anunciante: ADILSON VITAL

Valor: A combinar

Ford Focus 2007

Cidade: Confresa

Anunciante: Wilsrley

Valor: 9.000,00

Notícias / Agronegócio

10 Mai 2019 - 10:23

AgRural revisa safra de milho do Brasil e vê recorde de quase 100 mi t

O recorde anterior era de 97,8 milhões de toneladas em 2016/17

Reuters

Publicidade

Publicidade

A segunda safra de milho do centro-sul do Brasil deverá atingir 69,5 milhões de toneladas na temporada 2018/19, segundo previsão revisada da consultoria AgRural divulgada nesta quarta-feira, ante 63,8 milhões de toneladas na projeção de abril.

Com isso, a produção total de milho do Brasil atingirá um recorde de 99,2 milhões de toneladas em 18/19, forte recuperação na comparação com a temporada anterior, que resultou em produção de 80,7 milhões de toneladas após uma seca reduzir produtividades.

O recorde anterior era de 97,8 milhões de toneladas em 2016/17.

"As condições climáticas próximas do ideal ao longo de abril, aliadas à umidade no solo herdada das chuvas de março e ao plantio antecipado, levaram a AgRural a aumentar sua estimativa de produção de milho na segunda safra 2019, a safrinha", disse a consultoria em nota.

A AgRural ainda elevou a previsão de safra de soja do Brasil 2018/19 para 115,3 milhões de toneladas, ante 114,6 milhões na previsão de abril.

"Apesar do ajuste para cima, a produção ainda é inferior ao potencial inicial de 121,4 milhões de toneladas devido às perdas causadas pelo tempo quente e seco de dezembro e janeiro, que prejudicou o enchimento de grãos em áreas de soja precoce semeadas em setembro e outubro", afirmou.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet