Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 21 de Maio de 2019

0 3
:
4 8
:
3 8

Últimas Noticias

Torpedos

Alternativa

Parabéns ao sindicato rural e prefeitura municipal de vila rica MT 33 anos de aniversario

Camilão iluminado!

Parabenizo a administração municipal que atendeu as diversas solicitações dos munícipes e iluminou...

Camilão às escuras

A situação da praça Camilão é triste. Um dos pouquíssimos espaços públicos para lazer e talvez o...

Classificados

SANDERO STEPWAY 12/12

Cidade: CONFRESA

Anunciante: RAFAEL GABOARDI BECKER

Valor: A COMBINAR

casa para vender

Cidade: Confresa

Anunciante: ADILSON VITAL

Valor: A combinar

Ford Focus 2007

Cidade: Confresa

Anunciante: Wilsrley

Valor: 9.000,00

Notícias / Polícia

11 Mai 2019 - 17:00

Polícia monitorava bando; operação foi cirúrgica, diz delegado

GCCO estava de tocaia e esperava assalto de trio a carro da Brinks em supermercado

Mídia News

Alair Ribeiro/MidiaNews

O delegado Flavio Stringueta, da GCCO: operação calculada (Crédito: Alair Ribeiro/MidiaNews)

O delegado Flavio Stringueta, da GCCO: operação calculada

Publicidade

Publicidade

A Polícia Civil monitorava os assaltantes que tentaram roubar, na tarde desta sexta-feira (10), um carro-forte no supermercado Atacadão, em Cuiabá. A ação terminou com três ladrões mortos e dois foragidos.

 

A informação é do chefe da Gerência de Combate ao Crime Organizado da Polícia Civil (GCCO), delegado Flávio Henrique Stringueta, que considerou a operação policial "cirúrgica".

 

Segundo ele, os policiais estavam monitorando os assaltantes, pois já possuíam informações de que haveria a tentativa de roubo. Entretanto, a GCCO somente soube que o roubo seria no Atacadão quando os criminosos já estavam no local.

 

“Recebemos informações de que criminosos iriam atacar um carro-forte, mas não sabíamos qual empresa e nem qual o local. No último instante, veio uma nova informação anônima, dizendo que eles estavam no Atacadão. Conseguimos vir o mais rápido possível e pouco antes do carro-forte chegar, nós chegamos. Quando o carro entrou, nós entramos juntos”, disse.

 Stringueta disse que três dos criminosos entraram no supermercado. Um foi baleado por um vigilante da Brinks. Outros dois conseguiram fugir pelos fundos do Atacadão. Outros dois morreram dentro do HB20 que estava estacionado do lado de fora.

 

“Três estavam no caixa eletrônico para abordar os vigilantes. Como não deu certo, eles abortaram. O vigilante matou um dos criminosos e os outros dois correram junto com os clientes para o fundo do mercado, onde tem um depósito. De lá, saíram para rua. Estes dois estão foragidos. E a informação é de que na fuga, eles roubaram um carro”, afirmou.

 

Já os criminosos no carro tinham armamentos roubados da Polícia. Eles avançaram com o carro para cima dos agentes e o carro foi metralhado.

 

“Os outros que estavam dando suporte no carro alvejado, um HB20. Estavam fortemente armados. Tinham uma metralhadora MT40 e uma pistola ponto 40. Eram roubadas de policiais. A pistola roubada da PM, a MT40 roubada da Polícia Civil. Eles não atenderam o sinal de parada e avançaram com o carro contra os policiais. Aí foi em legítima defesa. Os dois morreram com armas na mão”, disse.

 Stringueta disse que o grupo já era investigado por roubos em joalherias do Estado. O delegado disse já ter a identificação dos criminosos, mas não informou os nomes.

 

Outro carro que daria suporte para o grupo foi apreendido na Avenida Fernando Correa.

 

“Vamos, agora, fazer o rescaldo, recolher provas. Tem bastante cápsula espalhada pelo local. Vamos terminar os serviços. E deixar um recado: criminosos desse tipo, ladrões de carro-forte e do novo cangaço, não devem ser criados aqui no Estado”, completou o delegado.

 

Sem feridos

 

O delegado disse que nenhum cliente ou funcionário do supermercado foi baleado.

 

“Nenhum civil ferido. A operação foi cirúrgica. Não existia nem possibilidade de sair alguém ferido”, resumiu.

  

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet