Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quarta-feira 22 de Maio de 2019

0 6
:
3 1
:
5 0

Últimas Noticias

Torpedos

Alternativa

Parabéns ao sindicato rural e prefeitura municipal de vila rica MT 33 anos de aniversario

Camilão iluminado!

Parabenizo a administração municipal que atendeu as diversas solicitações dos munícipes e iluminou...

Camilão às escuras

A situação da praça Camilão é triste. Um dos pouquíssimos espaços públicos para lazer e talvez o...

Classificados

SANDERO STEPWAY 12/12

Cidade: CONFRESA

Anunciante: RAFAEL GABOARDI BECKER

Valor: A COMBINAR

casa para vender

Cidade: Confresa

Anunciante: ADILSON VITAL

Valor: A combinar

Ford Focus 2007

Cidade: Confresa

Anunciante: Wilsrley

Valor: 9.000,00

Notícias / Política

15 Mai 2019 - 13:20

Presidente do PSDB em Mato Grosso afirma que conversa com DEM ainda é embrionária

“Minoria defende fusão e será muito difícil dar certo”, diz Borges

Mídia News

Alair Ribeiro/MidiaNews

O presidente do PSDB em Mato Grosso, Paulo Borges (Crédito: Alair Ribeiro/MidiaNews)

O presidente do PSDB em Mato Grosso, Paulo Borges

Publicidade

Publicidade

O presidente do PSDB em Mato Grosso, Paulo Borges, disse ser remota a possibilidade de seu partido fundir com o DEM. Segundo ele, a fusão é defendida por uma minoria no tucanato.

 

A eventual fusão das siglas foi noticiada na semana passada pela coluna Radar, da Revista Veja. Segundo a nota, o DEM nacional iniciou um flerte com o PSDB e deve chamar tucanos para uma conversa já a partir do final deste mês.

 

“Isso é uma discussão embrionária. É uma corrente minoritária no PSDB. Eu acho muito difícil dar certo. O PSDB tem outras prioridades. Tem uma pesquisa rodando para saber a nomenclatura do partido, se muda ou não. Temos que refazer o estatuto, que já está defasado. E essa conversa da fusão ainda é muito embrionária”, disse ao MidiaNews.

 Para o líder dos tucanos no Estado, a discussão sobre o assunto deve ganhar novos rumos a partir da eleição do diretório nacional. O ex-deputado federal por Pernambuco, Bruno Araújo, aliado do governador de São Paulo João Dória, é o favorito.

 

“Eu acho que essa discussão vai depender da eleição que teremos no diretório nacional no final do mês. A tendência é que o Bruno Araújo seja eleito presidente. Só depois desta eleição vamos ter um direcionamento no partido para saber qual o encaminhamento. Mas eu acho muito difícil dar certo”, afirmou.

 

Taques e Mendes

 

Caso a fusão ocorra, estarão no mesmo partido o governador Mauro Mendes (DEM) e o ex-governador Pedro Taques (PSDB), que foram aliados, mas se tornaram rivais na eleição de 2018.

 

Mendes saiu vitorioso da disputa e o tucano terminou o pleito em terceiro lugar.

 

Questionado se em caso da fusão se concretizar, a sigla poderia sofrer desfiliações de Taques ou Mendes, Borges disse que o pleito do ano passado causou “feridas”, mas que ainda não é possível analisar.

 

“É difícil dizer. Houve muitas rusgas nas eleições de 2018. Então, é difícil mensurar. Tem que aguardar e, se realmente acontecer, vamos ver a consequência. Não só em Mato Grosso, mas em outros Estados haverá dificuldades”, disse.

 

“Mas é uma coisa que precisa ter certeza se vai acontecer ou não. Por enquanto, a conversa está embrionária e, em minha opinião, será muito difícil ocorrer”, completou.

 

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet