Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 21 de Maio de 2019

0 3
:
3 4
:
0 1

Últimas Noticias

Torpedos

Alternativa

Parabéns ao sindicato rural e prefeitura municipal de vila rica MT 33 anos de aniversario

Camilão iluminado!

Parabenizo a administração municipal que atendeu as diversas solicitações dos munícipes e iluminou...

Camilão às escuras

A situação da praça Camilão é triste. Um dos pouquíssimos espaços públicos para lazer e talvez o...

Classificados

SANDERO STEPWAY 12/12

Cidade: CONFRESA

Anunciante: RAFAEL GABOARDI BECKER

Valor: A COMBINAR

casa para vender

Cidade: Confresa

Anunciante: ADILSON VITAL

Valor: A combinar

Ford Focus 2007

Cidade: Confresa

Anunciante: Wilsrley

Valor: 9.000,00

publicidade

Notícias / Política

15 Mai 2019 - 11:00

Deputado diz que estado divide mal a riqueza e é a favor da taxação do lucro do agronegócio em MT

Russi é ex-vereador e ex-prefeito de Jaciara. ex-secretário de Trabalho e da Casa Civil de Mato Grosso.

G1 MT

TV Centro América

O deputado Max Russi (PSB) (Crédito: TV Centro América)

O deputado Max Russi (PSB)

Publicidade

Publicidade

O deputado estadual Max Russi (PSB) foi entrevistado no Papo das Seis, do Bom dia Mato Grosso desta quarta-feira (15). Ele falou sobre a crise financeira do estado, contingenciamento de gastos, reestruturação na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) e outros assuntos. Veja trecho da entrevista.

Russi é ex-vereador e ex-prefeito de Jaciara. ex-secretário de Trabalho e da Casa Civil de Mato Grosso.

Ele declarou que o estado passou por uma crise e ainda passa por outra atualmente.

“Somos um estado rico e estado produtor, mas divide mal sua riqueza. Tem gente que é desassistida pelo poder público”, disse.

A respeito da taxação do agronegócio, Russi se posicionou a favor.

“Sou a favor de taxar o lucro no agronegócio. Não sou a favor de taxar a produção”, resumiu.

Ele também cobra o repasse do Auxílio Financeiro para Fomento das Exportações (FEX) por parte do governo federal.

“É um absurdo não recebermos o FEX. Recebemos uma pequena parte do que a gente contribui para a balança comercial do país. Nosso estado tem uma logística complicada, é mais caro para tirar o produto daqui e o governo federal devolve 10% do que produzimos”, criticou.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet