Agência da Notícia

Há 14 anos no MT

Agência da Notícia, Domingo 16 de Junho de 2019

2 3
:
5 6
:
5 1

Últimas Noticias

Torpedos

CORPO DE BOMBEIRO

GOSTARIA de uma materia, explicando por o corpo de bombeiro proibiou a festa juninas na escolas

Alternativa

Parabéns ao sindicato rural e prefeitura municipal de vila rica MT 33 anos de aniversario

Camilão iluminado!

Parabenizo a administração municipal que atendeu as diversas solicitações dos munícipes e iluminou...

Campanha Publicitária

Classificados

SANDERO STEPWAY 12/12

Cidade: CONFRESA

Anunciante: RAFAEL GABOARDI BECKER

Valor: A COMBINAR

casa para vender

Cidade: Confresa

Anunciante: ADILSON VITAL

Valor: A combinar

Ford Focus 2007

Cidade: Confresa

Anunciante: Wilsrley

Valor: 9.000,00

Notícias / Agronegócio

17 Mai 2019 - 11:03

Soja recua em Chicago nesta 6ª realizando lucros após 3 sessões consecutivas de alta

Os principais contratos, por volta de 7h55 (horário de Brasília), perdiam entre 3,50 e 3,75 pontos e tinha o julho cotado a US$ 8,36 por bushel

Notícias Agrícolas

Publicidade

O mercado da soja recua nesta sexta-feira (17) na Bolsa de Chicago após três dias consecutivos de bons ganhos. Os principais contratos, por volta de 7h55 (horário de Brasília), perdiam entre 3,50 e 3,75 pontos e tinha o julho cotado a US$ 8,36 por bushel.

Os participantes optam pela ligeira realização de lucros, principalmente frente ao final de semana. O mercado reajusta suas posições diante de previsões climáticas que indicam um final de semana bastante chuvoso no Meio-Oeste americano, para voltar a reagir a estas informações, novamente, no começo da próxima semana.

No paralelo, as tensões entre China e Estados Unidos se intensificam e preocupam, principalmente, os produtores norte-americanos, que cobram uma solução do presidente Donald Trump.

"A guerra comercial continua preocupando. Ao invés de um acordo estamos vendo a situação piorar. Após Trump bloquear a gigante chinesa Huawei, a China dá sinais de que não vai sofrer bullying. Só falta ver qual estratégia vai usar para retaliar", acredita o diretor da Cerealpar, Steve Cachia.

Veja como fechou o mercado nesta quinta-feira:

EUA tem pior atraso no plantio em mais de 20 anos e soja e milho têm novo dia de altas em Chicago

Illinois, um dos principais estados produtores dos EUA, tem somente 11% da área de milho plantada, contra 82% de média e 88% do ano passado. Previsões para os próximos dias seguem desfavoráveis. No Brasil, demanda, prêmios mais altos e dólar na casa dos R$ 4,00 seguem criando oportunidades.

Nesta quinta-feira (16), o mercado da soja teve alta de pouco mais de quatro pontos nos principais contratos da Bolsa de Chicago (CBOT). O vencimento julho fechou o dia com US$ 8,39 por bushel.

De acordo com Jack Scoville, analista da Price Futures Group, o mercado está focado no clima ruim, já que os números de plantio nos Estados Unidos não são tão animadores quanto no ano passado. Scoville aponta que essa situação se faz presente principalmente no milho no estado de Illinois, que tem 11% da área plantada - um número baixo de acordo com a média dos últimos cinco anos.

Com isso, ainda não se sabe qual será o tamanho da área destinada para a soja, ao mesmo tempo em que os estoques estão em alta. E as previsões para os próximos dias ainda são de condições desfavoráveis, que mantém os trabalhos de campo ainda se desenvolvendo em ritmo lento ou até permanecendo interrompidos.

O mapa atualizado do NOAA para o período de 16 a 23 de maio mostra a continuidade das chuvas intensas no Corn Belt. Estados como o Nebraska, Missouri, Iowa e a Dakota do Sul poderiam registrar acumulados de 75 a 100 mm, podendo atrasar ainda mais o avanço dos trabalho de campo.

PREÇOS NO BRASIL

A quinta-feira, mais uma vez, foi de bons preços e bom volume de negócios para a soja no mercado brasileiro. Com prêmios ainda sustentados e variando entre 85 e 92 cents de dólar acima das cotações praticadas em Chicago e mais o dólar na casa dos R$ 4,00 levaram os indicativos nos portos a algo entre R$ 80,00 e R$ 81,00 por saca.

No interior, os preços também subiram e registraram ganhos de pouco mais de 1% nas principais praças de comercialização pesquisadas pelo Notícias Agrícolas. Em Assis/SP, o preço subiu 2,26% para R$ 68,00 por saca.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet