Agência da Notícia

Há 14 anos no MT

Agência da Notícia, Domingo 22 de Setembro de 2019

1 3
:
1 2
:
5 2

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Internauta AN

Notícias / Tecnologia

27 Jun 2019 - 08:47

7 formas estranhas com que animais de estimação podem te matar

Fatos desconhecidos

Publicidade

 

Sempre quando pensamos nos animaismais perigosos do mundo, quase nunca colocamos os bichinhos de estimação nessa lista. Afinal, esses animais, que convivem no ambiente doméstico, tendem a ser dóceis e inofensivos, certo? Bem, nem sempre. No geral, os animais de estimação, independente da espécie, são amigáveis, mas o convívio com outras espécies sempre apresenta riscos.

É claro que você não espera que o seu pet possa te matar ou te mutilar de alguma forma. Não estamos falando de ser mordido por um cachorro, mas sim por animais um tanto quanto peculiares para se ter como animal de estimação. Por exemplo, um lagarto, cuja mordida pode ser fatal. Existem também os riscos de contrair alguma infecção em tanques de peixes, sofrer ataques de parasitas ou até morrer por clamídia adquirida de um periquito. Essa lista não tem o intuito de te fazer repensar a decisão de ter um animal de estimação, mas sim de te informar dos riscos que você pode estar correndo. Confira a seguir, 7 formas estranhas que os animais de estimação podem te matar.

1 - Febre do papagaio

Os papagaios estão entre os animais de estimação mais populares do mundo. Quem diria que um pássaro tão pequeno poderia transmitir doenças desagradáveis? Um caso notório levou à morte de uma pessoa que contraiu um tipo de clamídia de um pássaro comprado em uma loja de animais. De origem aviária, a doença também é transmissível a seres humanos. A pessoa pode contrair a doença "beijando" um pássaro, respirando partículas derivadas ou simplesmente tocando o animal. Embora seja rara, a febre do papagaio é algo a se pensar quando for ter um pássaro em casa. Os papagaios são os potenciais transmissores da doença, mas ela também pode ser contraída do contato com outras aves, como patos, galinhas, perus, pombos e aves canoras.

2 - Infecções em aquários

Aquários cheios de peixes são mesmo lindos, mas exigem uma manutenção constante. E nessas horas é que se deve ter muito cuidado. Você não vai querer pegar uma infecção que, no pior dos casos, pode levar à amputação de algum membro. Aquários e tanques de peixes podem ter grandes variedades de patógenos. Se a pessoa que entrar em contato com essa água estiver com cortes ou arranhões na mão, isso pode resultar em uma infecção nada agradável. Infecções causadas por Mycobacterium marimum pode resultar em infecções crônicas e disseminação na infecção no tecido profundo. Em casos mais extremos, pode haver até amputação. Para evitar esse transtorno, o ideal é se certificar de que não há nenhum ferimento aberto e lavar bem as mãos depois de qualquer contato com o peixe e o aquário.

3 - Pelo de tarântula

Ter uma aranha como animal de estimação pode não ser o desejo de muita gente, mas para aqueles com gostos mais exóticos, a ideia pode parecer uma boa. Inclusive, uma tarântula em casa é uma opção. Nesse caso, é bom saber que esses enormes aracnídeos são perigosos. As tarântulas podem "disparar" seus pelos afiados e venenosos na sua vítima. Os pelos, que cobrem o corpo das tarântulas, principalmente os pelos do abdômen são conhecidos como cerdas, e suas pontas podem causar muita dor na vítima. A pessoa, que estiver manipulando o aracnídeo, pode sofrer com dores nas mãos, e sintomas desagradáveis nos olhos, decorrentes da presença de múltiplos mini-arpões dos pelos.

4 - Mordida de hamster

Hamster são extremamente fofos e muito populares. Esses bichinhos pequeninos fazem muito sucesso com as crianças. Mas eles também podem ser um potencial risco para a saúde. A mordida de um hamster pode resultar em várias complicações médicas, e alguns casos levam à morte. Essa picada pode desencadear reações alérgicas fatais na forma de anafilaxia. Um caso fatal aconteceu em Cingapura, quando uma mulher foi mordida por dois hamster. Ela logo sentiu uma forte dor e dormência, foi levada ao hospital e entrou em coma. Infelizmente, ela veio a falecer 6 dias após buscar ajudar médica.

5 - Ataques de macaco

Se ao invés de um cachorro, você buscar por algo mais parecido e próximo aos seres humanos, talvez queira ter um macaco como bichinho de estimação. Mas saiba que os riscos de infecção e ataques físicos violentos apresentam vários riscos para nós. Isso é ainda pior quando esses animais são criados em cativeiro. Os macacos menores podem carregar Herpes B, uma doença familiar do vírus da afta, que é capaz de matar um humano. É possível contrair a doença depois de uma mordida ou até de um arranhão de um macaco.

6 - Ataque de peixes  

É claro que peixes que vivem em aquário não aparentam representar nenhum tipo de risco à nossa saúde, mas não se engane. Alguns pequenos peixes tropicais guardam suas facas afiadas nos lugares mais estranhos que você pode imaginar. O peixe-palhaço, por exemplo, é muito popular em aquários de água doce. Mas o peixe, aparentemente inofensivo, esconde abaixo dos seus olhos lâminas ósseas extremamente afiadas, parecidas com facas. Caso se sinta ameaçado, ele pode reagir e cortar a sua mão, causando uma lesão desagradável. Já outros peixes de aquário escondem espinhos venenosos em suas barbatanas. Se você for descuidado o suficiente para pegar um sem uma rede, você pode ser espetado.

7 - Febre do gato

Ser arranhando por um gato não é nada agradável, mas pode ser ainda pior quando causa uma infecção que pode te mandar para o hospital. Os gatos são portadores da bactéria Bartonella henselae, que causa uma doença conhecida popularmente como "febre do gato". Entre os sintomas da infecção estão bolhas, exaustão, dores de cabeça, inchaço, febre e dor de garganta. E a doença está longe de ser inofensiva, e é mais comum do que se imagina. Segundo o Centro de Controle de Doenças, cerca de 12 mil pessoas contraem essa doença anualmente. Desse total, aproximadamente 500 pessoas acabam no hospital.


Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet