Agência da Notícia

Há 14 anos no MT

Agência da Notícia, Domingo 15 de Setembro de 2019

1 3
:
3 4
:
2 7

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Internauta AN

Notícias / Esporte

28 Jun 2019 - 09:00

Nos pênaltis, Brasil exorciza fantasma paraguaio e está na semifinal da Copa América

Apesar da atuação apática e um irritante 0 a 0 durante os 90 minutos, Seleção leva a melhor nos tiros livres: 4 a 3

O Dia

Publicidade

Foi no sufoco, mas o Brasil, apesar da atuação apática durante 97 minutos, enfim, superou seu carrasco na Copa América. Mesmo assombrado novamente pelo fantasma da decisão por pênaltis, exorcizou as derrotas em 2011 e 2015, venceu o Paraguai por 4 a 3, após 0 a 0 com a bola rolando na Arena do Grêmio, e está na semifinal da competição (pegará Argentina ou Venezuela, terça-feira, no Mineirão).

Não bastasse Richarlison com cachumba, o Brasil quase teve um desfalque de última hora: Allan, que entrou na vaga de Casemiro, suspenso, escorregou na entrada do túnel do vestiário, após o aquecimento, e bateu a cabeça no chão. Um susto que obrigaria Tite a mudar o esquema tático, já que Fernandinho, lesionado, não teria como jogar.

Mas foi com Allan de faixa na cabeça que a Seleção começou o jogo. E foi surpreendida pela postura ofensiva do adversário. Mesmo timidamente, o Paraguai ensaiou uma pressão. Foi o suficiente para conter o ímpeto dos comandados de Tite, que, nervosos, erravam passes e não conseguiam impôr ritmo à partida. Muito menos criar uma chance clara de gol.

Feito que o Paraguai conseguiu aos 28 minutos. A defesa brasileira errou na marcação, Arzamendia cruzou da esquerda e Derli obrigou Alisson a fazer milagre. Uma resposta efetiva do Brasil só veio aos 40: Filipe Luís deu belo passe para um apagado Philippe Coutinho chutar nas mãos de Gatito Fernández. A incompetência do Brasil resultou em vaias da torcida ao fim do primeiro tempo.

Foi com Alex Sandro na vaga de Filipe Luis que o Brasil voltou para o segundo tempo. A alteração de Tite não melhorou o desempenho da Seleção, que, aos 8, viu o Árbitro de Vídeo entrar em ação após pênalti marcado por Roberto Tobar em Firmino — o colombiano consultou o VAR e deu falta fora da área. Após oito minutos de paralisação, Daniel Alves cobrou para fora.

Nem com um homem a mais (Balbuena foi expulso pela falta em Firmino) o Brasil foi mais ofensivo. O Paraguai ainda adotou uma tática defensiva, mas a Seleção não teve talento e competência para chegar à vitória. Afobada, criou algumas chances de gol (Willian mandou bola na trave), mas teve que decidir a vaga nas penalidades. Sorte que Alisson pegou a cobrança de Gustavo Gómez e Derlis González chutou para fora (Firmino também), enquanto Willian, Marquinhos, Philippe Coutinho e Gabriel Jesus garantiram a vaga.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet