Agência da Notícia

Há 14 anos no MT

Agência da Notícia, Domingo 22 de Setembro de 2019

1 3
:
1 1
:
1 4

Últimas Noticias

Internauta AN

Notícias / Esporte

2 Jul 2019 - 15:12

14 anos após "estourar", Messi tenta quinta final (e fim de jejum) na seleção principal da Argentina

Contra o Brasil, craque busca dar passo para primeiro título na seleção adulta; em 2 de julho de 2005, ele deu Mundial Sub-20 à Argentina e deslanchou rumo ao estrelato

Globo Esporte

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)

Publicidade

Quando entrar em campo para enfrentar o Brasil, nesta terça-feira, às 21h30 (de Brasília), no Mineirão, Lionel Messi terá combustível extra para buscar a vaga na final da Copa América e tentar seu primeiro título com a seleção principal da Argentina.

Em 2 de julho de 2005, há exatos 14 anos, Messi se apresentou para o mundo ao conquistar o Mundial Sub-20 pela seleção, na Holanda, ser artilheiro, melhor jogador e fazer os dois gols da vitória argentina na final do torneio – 2 a 1 sobre a Nigéria, em Utrecht (veja abaixo).

Apesar dessa taça emblemática e da medalha de ouro olímpica em Pequim-2008, Messi ainda é cobrado e pressionado por nunca ter conquistado um título com a seleção principal em oito competições (e quatro finais) disputadas. Ele busca, portanto, sua quinta decisão no nono torneio oficial. Até hoje, Lionel Messi tem:

Quatro Copas do Mundo: vice em 2014, quartas em 2006 e 2010, oitavas em 2018;
Quatro Copas América: vices em 2007, 2015 e 2016, quartas em 2011.

Pressão que ele parecia não sentir naquele Mundial Sub-20...

Na competição disputada na Holanda, Messi ainda era uma promessa do Barcelona à sombra de Ronaldinho Gaúcho. Ele já havia feito sua estreia na equipe principal em 2004, mas só durante o Mundial, em junho de 2005, Messi assinou o primeiro contrato profissional com o clube catalão. Foi no dia 24, quando ele completava 18 anos.

José Pekerman, técnico da seleção sub-20 na época, comemorou a convocação não só pelo ganho técnico, mas também por "tirá-lo" da mira da Espanha, que o via como potencial jogador da seleção por causa de sua base quase toda feita no Barcelona.

– Não podia acreditar no que estava vendo quando fiz Messi jogar na seleção argentina, quase o perdendo para a Espanha – disse Pekerman, em 2014, quando dirigia à Colômbia às vésperas da Copa do Mundo disputada no Brasil.

A "Pulga" Messi marcou seis gols no Mundial Sub-20, um deles contra o Brasil, na semifinal. Daquele time, apenas seu parceiro Sergio Aguero estará em campo com a seleção nesta terça. Pelo lado brasileiro, só o lateral-esquerdo Filipe Luís disputou aquele torneio (e era reserva).

Depois de se apresentar para o mundo, Messi voltou ao Barcelona e fez sua primeira temporada consistente pelo clube, em 2005/06 – 25 jogos e oito gols no total, mais os títulos do Campeonato Espanhol, da Supercopa da Espanha e da Liga dos Campeões (apesar de não ter sido relacionado para a final contra o Arsenal).

Após o título, Messi disputou sua primeira Copa do Mundo pela Argentina. E teve a primeira das oito decepções em torneios oficiais. Jejum que ele tenta encerrar nesta Copa América.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet