Agência da Notícia

Há 14 anos no MT

Agência da Notícia, Domingo 15 de Setembro de 2019

1 3
:
0 2
:
0 9

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Internauta AN

Notícias / Esporte

8 Jul 2019 - 08:24

O campeão voltou! Brasil vence Peru no Maracanã e conquista a Copa América

No retorno ao estádio após seis anos, Seleção volta a comemorar um título

Hugo Perruso e Marcelo Bertoldo

Publicidade

O Maracanã mais uma vez voltou a ser o palco de uma conquista da seleção brasileira. Após Copa das Confederações e o ouro olímpico, os comandados de Tite repetiram 1989 e sagraram-se campeões da Copa América em casa. Mesmo sem ser brilhante no reencontro com o estádio após seis anos, a Seleção derrotou o Peru por 3 a 1, gols de Everton, Gabriel Jesus e Richarlison - Guerrero descontou -, e levantou o troféu continental pela nona vez (a última havia sido em 2007, na Venezuela).
A conquista foi sofrida, apesar do placar. Diante de 69.986 torcedores, a Seleção não teve boa atuação apesar da enorme diferença técnica entre as duas equipes e o fim de jogo ainda foi dramático graças à expulsão de Gabriel Jesus aos 24. A torcida só conseguiu comemorar ao som de "o campeão voltou" quando Richarlison marcou o terceiro aos 44. 

Assim como no encontro entre as duas equipes na fase de grupos, o Peru começou melhor: Pressionou em seu ataque contra uma Seleção fria, que não parecia disputar uma final no Maracanã. E novamente os brasileiros, mesmo mal, só precisaram de um ataque para abrir o placar, aos 14 minutos, mais uma vez em jogada individual, assim como na goleada por 5 a 0 em São Paulo.
Gabriel Jesus fez um carnaval em cima de Trauco e cruzou para Everton, sozinho, fazer 1 a 0 e se isolar na artilharia da Copa América, com três gols. Um gol para animar os torcedores, mas não a Seleção, que continuou no seu ritmo lento. Fora dois lances isolados, em chute de Coutinho rente à trave, e cabeçada de Firmino, para fora, o que se viu foi um Peru tentando atacar sem qualidade e um Brasil administrando o resultado numa atuação burocrática.

Até que numa boa tabela entre Cueva e Flores, a bola bateu no braço de Thiago Silva dentro da área. Pênalti para o Peru, confirmado após revisão do VAR. Guerrero cobrou bem e empatou, aos 43, também alcançando a artilharia. Foi o primeiro gol do Brasil sofrido nesta Copa América. A defesa não era vazada há sete jogos e Alisson há nove, contando Liverpool também.
O empate era um castigo pela postura brasileira, mas a preocupação durou apenas quatro minutos. Já nos acréscimos, Firmino recuperou a bola no ataque, tocou para Arthur, que passou para Gabriel Jesus, na entrada da área, fazer o segundo aproveitando escorregão do defensor peruano. A reação de Guerrero, distante dos companheiros e sem acreditar foi um aviso do que estava por vir.
Na volta do intervalo, o Brasil resolveu jogar um pouco bola. Sem ser brilhante, passou a criar chances até com certa facilidade nos primeiros minutos, pecando ou na conclusão ou no último passe: Coutinho chutou para fora e deixou de dar dois passes para companheiros, enquanto Firmino finalizou mal. Mas novamente a equipe parou após os 15, deixando o Peru gostar do jogo, cruzando bolas perigosas em sequência para a área brasileira.
E Gabriel Jesus ainda dificultou as coisas ao ser expulso de maneira infantil, aos 24, fazendo falta sem bola em Tapia. O atacante caiu na pilha peruana, após levar entrada dura minutos antes e ficou chorando na entrada para o vestiário. A pressão então aumentou.
Alisson precisou salvar em chute de Trauco e Flores soltou uma bomba para fora. Então Tite colocou Richarlison no lugar de Firmino e Militão no de Coutinho, avançando Daniel Alves para o meio e apostando num contra-ataque. O jogo então ficou tenso, com entradas duras dos peruanos e brasileiros tentando forçar uma expulsão.
Até que, aos 42, Everton arrancou da esquerda, foi para o meio e entrou na área. O atacante adiantou muito e levou ombro a ombro de Zambrano. Pênalti  inexistente que a arbitragem marcou mesmo com o auxílio do VAR. Richarlison, ovacionado pela torcida ao entrar, cobrou e marcou aos 44, garantindo a vitória e o título da Seleção no Maracanã, a sua casa.

 

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet