Agência da Notícia

Há 14 anos no MT

Agência da Notícia, Domingo 15 de Setembro de 2019

1 3
:
0 2
:
0 4

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Internauta AN

Notícias / Tecnologia

9 Jul 2019 - 15:28

Novo sistema “corrige” o olhar para manter contato visual em chamadas de vídeo

O objetivo dos pesquisadores é tornar as conversas online mais naturais e parecidas com um encontro presencial

Super Interessante

Rawpixel/Getty Images

 (Crédito: Rawpixel/Getty Images)

Publicidade

Quem já fez uma chamada de vídeo sabe como é difícil olhar diretamente “nos olhos” da outra pessoa. Para dar a impressão de contato visual, o usuário deve focar na câmera do computador ou celular, que normalmente é bem menos interessante do que olhar para a tela. São muitas distrações: imagens, notificações e o próprio rosto da pessoa com quem se está falando.

Para tentar corrigir esse problema, pesquisadores da Intel criaram um programa que reposiciona os olhos dos interlocutores em tempo real, dando a impressão de que eles estão olhando um para o outro. O truque funciona independentemente de onde a câmera e a tela estiverem localizadas, o que permite que ele seja usado em qualquer dispositivo. Até agora, os poucos sistemas que propunham uma solução para o problema dependiam da posição e ângulo corretos da câmera.

A proposta dos pesquisadores é tornar a conversa online mais natural, como se as pessoas estivessem se vendo pessoalmente. Fora dos computadores, tendemos a olhar para o rosto do outro, mantendo o contato visual. Numa chamada de vídeo, as pessoas tentam fazer o mesmo, mas o desalinhamento entre tela e câmera acaba quebrando o contato.

O modelo criado pelos pesquisadores dá uma “levantada” no olhar, dependendo de onde a câmera esteja localizada. Dê uma olhada no resultado final:

Outra vantagem do modelo é que ele é desativado momentaneamente quando a pessoa pisca ou desvia o foco da tela, ao olhar para o lado ou mexer em papéis, por exemplo. Ele evita fazer correções que não sejam naturais — e que poderiam causar resultados bizarros.

Em um teste conduzido pelos pesquisadores, a maioria dos participantes não foi capaz de diferenciar quando a correção estava ligada — corrigindo o olhar do usuário que está focado na tela —, ou desligada — quando o usuário está de fato olhando para a câmera. Segundo Gilad Michael, um dos autores do estudo, os participantes relataram sentir que estavam fazendo contato visual com a outra pessoa nos dois casos.

Agora, o foco da equipe é aprimorar o algoritmo e fazer com que ele esteja disponível nas plataformas de chamadas em vídeo, como Skype e FaceTime.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet