Agência da Notícia

Há 14 anos no MT

Agência da Notícia, Domingo 22 de Setembro de 2019

1 3
:
5 3
:
2 7

Últimas Noticias

Internauta AN

publicidade

Notícias / Judiciário

17 Jul 2019 - 13:00

Ex-chefe do MPE doou à PM placa para escutas, diz Lesco

Segundo ex-chefe da Casa Militar, equipamento foi utilizado em um sistema de grampos ilegais

Mídia News

Alair Ribeiro/MidiaNews

O ex-procurador-geral, Paulo Prado, que teria doado placa (Crédito: Alair Ribeiro/MidiaNews)

O ex-procurador-geral, Paulo Prado, que teria doado placa

Publicidade

O ex-secretário-chefe da Casa Militar, coronel Evandro Alexandre Ferraz Lesco, revelou que uma das placas de computador utilizadas para realizar interceptações telefônicas ilegais em Mato Grosso foi doada à Polícia Militar pelo ex-procurador-geral de Justiça, Paulo Prado.

 

A informação foi revelada ao juiz Marcos Faleiros, da 11ª Vara Militar de Cuiabá, na noite desta terça-feira (16), durante reinterrogatório da ação que apura os crimes militares relativos ao suposto esquema de grampos clandestinos operado em Mato Grosso.

  

Segundo Lesco, Paulo Prado, à época procurador-geral de Justiça, cedeu a placa à Polícia Militar, que a utilizou no primeiro sistema de escutas ilegais, chamado Wrytron. 

 

"Se a placa não tivesse sido doada pelo procurador Paulo Prado, nós não estaríamos aqui", disse o coronel, sem acusar o ex-chefe do MPE de conivência com o esquema.

Versão de Zaqueu

 

Já o ex-comandante-geral da Polícia Militar, coronel Zaqueu Barbosa, que também prestou depoimento nesta tarde, afirmou que o sistema Wytron foi criado com duas placas para interceptação telefônica. Uma da Polícia Civil e outra do MPE.

 

“Eu fui atrás na origem disso. Existiam duas placas, uma era da Polícia Civil e outra do Ministério Público. [...] Esta placa era do Ministério Público. E quando o Guardião foi instalado, essa placa ficou lá. E o [cabo] Gerson me falou depois que essa placa saiu de lá, e um técnico confirmou isso. Então não veio do Rio de Janeiro como falaram”, revelou.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet