Agência da Notícia

Há 14 anos no MT

Agência da Notícia, Domingo 22 de Setembro de 2019

0 0
:
5 1
:
0 0

Últimas Noticias

Internauta AN

Notícias / Polícia

10 Ago 2019 - 08:26 | Atualizado em 10 Ago 2019 - 08:36

PJC prende estelionatário que usava documentos falsos para aplicar golpes no INSS de Água Boa

Em revista pessoal, foram encontradas três Carteiras Nacionais de Habilitação com nomes diferentes.

Redação

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)

Publicidade

Um homem que usava documentos falsos para aplicar golpes no INSS foi preso pela Polícia Judiciária Civil, na quinta-feira (08.08), em Água Boa. O suspeito, de 36 anos, que utilizava muletas e estava com a perna engessada para simular a lesão, foi flagrado com três documentos com nomes diferentes.

As investigações iniciaram após os policiais da Delegacia de Água Boa receberem denúncia anônima de que o suspeito usava documentos falsos para acessar o benefício do INSS. Com base nas informações passadas, os investigadores realizaram a abordagem do suspeito que usava muletas e estava com a perna direita engessada.

Em revista pessoal, foram encontradas três Carteiras Nacionais de Habilitação com nomes diferentes. Após a abordem policial, o suspeito deixou as muletas de lado de parou de mancar. Ele foi conduzido a Delegacia de Água Boa, onde interrogado pelo delegado Gutemberg de Lucena confessou que produzia os documentos falsos, com dados de outras pessoas que ele pesquisava na Interntet.

Segundo o delegado, o estelionatário tinha antecedente por uso de documento falso em Poconé e confessou que também já havia aplicado golpes em outros estados. “Além dos documentos, o suspeito também fabricou o gesso que utilizava para simular a lesão e solicitar o auxílio-doença ao INSS e confirmou que já tinha conseguido, através da fraude, obter o benefício cerca de 8 vezes anteriores”, disse o delegado.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet