Agência da Notícia

Há 14 anos no MT

Agência da Notícia, Domingo 22 de Setembro de 2019

0 1
:
1 4
:
5 9

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Internauta AN

Notícias / Geral

20 Ago 2019 - 09:25

Estudo reduz nota que mede capacidade de pagamento de Cuiabá

Boletim do Tesouro Nacional avaliou a situação das finanças de estados e municípios em 2019

Mídia News

Alair Ribeiro/MidiaNews

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro: Tesouro rebaixou nota do Município (Crédito: Alair Ribeiro/MidiaNews)

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro: Tesouro rebaixou nota do Município

Publicidade

O Tesouro Nacional rebaixou a nota que mede a Capacidade de Pagamento (Capag) do Município de Cuiabá. A informação consta no Boletim de Finanças dos Entes Subnacionais de 2019, divulgado na semana passada.

 

A Capag é usada como parâmetro para o aval da União a empréstimos tomados por estados e municípios.

 

De acordo com os dados, entre os anos de 2017 e 2018, a Capital de Mato Grosso ostentava a nota B, estando, até então, apta a tomar crédito com garantia do Tesouro.

 

Entretanto, neste ano, Cuiabá foi rebaixada para nota C, indicando que a relação entre receitas e despesas correntes mostra pouca margem para o crescimento das despesas obrigatórias, o que, consequentemente, gera perda da capacidade de pagamento. O ideal seria ter uma nota entre A e B.

 Ainda segundo os dados, as capitais têm a reduzida liquidez como uma das causas principais para a nota baixa. Ao todo, 11 estão com nota C.

 

Além do "rebaixamento", Cuiabá está entre as cidades com nota C em que solucionar o problema de caixa não seria sufi­ciente, pois o indicador de poupança corrente também aponta para um elevado comprometimento das suas receitas com despesas correntes.

 

Dos três indicadores (endividamento, poupança e liquidez) medidos pelo Tesouro para definir a Capag, o único em que Cuiabá não tem problema é com o endividamento, que está em 31,56% da Receita Corrente Líquida. O índice é considerado baixo.

 

"Diferentemente dos Estados, as capitais têm a baixa liquidez como causa principal da nota C. Das 11 cidades sem rating para empréstimos com garantia, 9 possuem nota C no índice de liquidez", consta no estudo.

 

"Dado que somente o último exercício é considerado no cálculo desse indicador, a nota pode ser revertida já no próximo ano, caso o ente tenha mais recursos em caixa que obrigações financeiras".

 

Veja o quadro:

 

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet