Agência da Notícia

14 anos no MT

Agência da Notícia, Quinta-feira 17 de Outubro de 2019

1 5
:
2 7
:
5 5

Últimas Noticias

Enquete

Você é a favor ou contra Lula ir para a prisão domiciliar?

Campanha Publicitária

Internauta AN

Notícias / Polícia

17 Set 2019 - 14:07

Monomotor que caiu e matou pai e filho não podia voar à noite

Acidente com o avião aconteceu na noite desta segunda-feira (16); no Município de Guarantã do Norte

Mídia News

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)

Publicidade

O monomotor que caiu em Guarantã do Norte (a 715 km de Cuiabá) e matou pai e filho nesta segunda-feira (16) não podia realizar voos noturnos.
 
As vítimas fatais foram identificadas como os empresários Jair Demski e seu filho João Demski.
 
A informação consta no sistema da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), segundo o qual a aeronave de modelo RV-10 poderia voar somente durante o dia.
 
O acidente aconteceu no início da noite de ontem. O monomotor era pilotado por Jair e havia decolado de Sinop por volta das 17h25 com destino a Guarantã.
 
Um boletim de ocorrência registrado pelo irmão relatou que Jair havia ligado por volta das 18h15 para ele, pedindo que ele fosse até a pista do aeródromo e iluminasse a cabeceira, pois estava com dificuldade de enxergar.
 
A aeronave onde estava pai e filho caiu dois quilômetros da pista onde deveria pousar, em uma lavoura de milho.
 
Os dois foram arremessados cerca de 10 metros do avião e morreram na hora. O monomotor pegou fogo logo após a queda.
 
Internautas filmaram o momento em que a aeronave cai e as chamas tomam conta do local.
 
O Corpo de Bombeiros foi acionado e conseguiu controlar o fogo antes que se alastrasse pelo milharal.
 
Sem pane elétrica
 
Sistema da Anac diz que avião monomotor poderia somente realizar voos diurnos
Ainda no boletim de ocorrência registrado pelo irmão de Jair, durante a ligação feita para ele, o piloto não citou nenhum tipo de problema ou pane.
 
Eles haviam decolado do aeroporto de Sinop junto com outra aeronave que também pertence à sua empresa.
 
Conforme apurou a reportagem do MidiaNews, pessoas próximas ao empresário relataram que ele não tinha experiência o suficiente para pilotar aeronaves.
 
Em um áudio que circula nas redes sociais, uma pessoa abalada com o acidente diz que sabia que isso iria acontecer. "Estava escrito", ele fala chorando.
 
A Força Aérea Brasileira emitiu uma nota comunicando que investigadores do Sexto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA VI), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), estão levantando dados a respeito do acidente.

"A Ação Inicial é o começo do processo de investigação e possui o objetivo de coletar dados: fotografar cenas, retirar partes da aeronave para análise, reunir documentos e ouvir relatos de pessoas que possam ter observado a sequência de eventos", diz trecho da nota.
 
De acordo com o órgão, a investigação realizada pelo Cenipa tem o objetivo de prevenir que novos acidentes com as mesmas características ocorram.

"A conclusão de qualquer investigação conduzida pelo Cenipa terá o menor prazo possível, dependendo sempre da complexidade do acidente".
 
Empresas em MT
 
Jair Demski era dono da empresa Jade Engenharia Indústria e Estruturas Metálicas em Guarantã do Norte. A empresa tem filiais em Itaituba, Novo Progresso e Santarém, todas no Pará.
 
João Demski era engenheiro civil formado no Rio Grande do Sul e morava em Santarém, onde atuava com o pai na empresa de estruturas metálicas.
 
A aeronave foi fabricada em 2016, estava registrada como propriedade da empresa e tinha situação regular, segundo consta no sistema da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).
  

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet