Agência da Notícia

14 anos no MT

Agência da Notícia, Terça-feira 15 de Outubro de 2019

0 8
:
0 5
:
2 1

Últimas Noticias

Enquete

Você é a favor ou contra Lula ir para a prisão domiciliar?

Campanha Publicitária

Internauta AN

Notícias / Geral

20 Set 2019 - 08:37

Canabrava, Porto Alegre e São Félix do Araguaia decretam situação de emergência devido as queimadas

Com a resposta positiva, submete-se para a União fazer o reconhecimento da situação e liberar recursos federais.

Gazeta

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)

Publicidade

Em Mato Grosso, 18 municípios já decretaram situação de emergência por conta das queimadas. Chapada dos Guimarães e Canabrava do Norte aguardam homologação do governo do Estado. Os demais estão em análise pela Defesa Civil do Estado, inclusive a Capital.

O adjunto de proteção e defesa civil, coronel Cesar Viana Brum explica que após a decretação pelo município, a Defesa Civil analisa e, então, propõe a homologação. 

Outros municípios que aguardam a análise da Defesa Civil Juscimeira, Porto Alegre do Norte, Sorriso, Campo Verde, Poconé, União do Sul, Rosário Oeste, São Félix do Araguaia, Aripuanã, Nova Olímpia, Rondonópolis.

Com a resposta positiva, submete-se para a União fazer o reconhecimento da situação e liberar recursos federais. Um dos decretos que está em análise é o de Paranatinga (373 km ao Sul de Cuiabá). Uma equipe da defesa civil estadual foi para o município para avaliar as consequências do fogo na região. Prefeito Josimar Marques Barbosa explica que o decreto foi assinado na segunda-feira (16). 

A medida tem validade por 60 dias. Até essa quarta-feira, a cidade registrou 1.001 focos de calor, o segundo maior índice no Estado. Há uma semana, os distritos de Santiago do Norte e Salto da Alegria sofrem com uma queimada. Na região existem 3 assentamentos com mais de 200 famílias e algumas já perderam tudo o que tinham.

O combate é feito pelos próprios assentados e moradores. Os pontos com o fogo estão a 180 km do centro da cidade, aponta Josimar, fato que dificulta o atendimento. Por isso, o prefeito espera que o decreto auxilie não só de maneira urgente, mas também a longo prazo e preventivamente. “Pedimos postos da defesa civil nos distritos para que possam orientar a comunidade e auxiliar nessas ocorrências”, destaca. Cuiabá assinou o decreto no dia 11 de setembro e também aguarda a análise da Defesa Civil.

Chapada dos Guimarães e Canabrava do Norte assinaram na semana passada e agora aguardam homologação e aprovação federal. Ontem, o presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Neurilan Fraga, participou de uma reunião em Brasília, com a Defesa Civil Nacional. 

O encontro debateu a necessidade de auxílio para os municípios atingidos pelos incêndios florestais. Ficou acordado que as cidades devem fazer o levantamento dos danos e serão repassados recursos para a recuperação de estruturas. 

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet