Agência da Notícia

14 anos no MT

Agência da Notícia, Domingo 15 de Dezembro de 2019

1 7
:
5 8
:
2 1

Últimas Noticias

Notícias / Geral

3 Out 2019 - 14:22

MPE denuncia donos da SportCars por prejuízos de R$ 4,4 mi

Promotora de Justiça acredita que o número de pessoas lesadas seja ainda maior

Mídia News

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)

Publicidade

O Ministério Público do Estado Estadual ofereceu na terça-feira (1º) denúncia contra os empresários Marcelo Sixto Schiavenin e Thays Fernanda Dalavalle, proprietários da garagem SportCars.
 
Os dois vão responder pelos crimes de apropriações indébitas de veículos de luxo, cometidos contra 23 vítimas, cumulados com o crime de estelionato na modalidade disposição de coisa alheia como própria praticado contra uma outra vítima.
 
De acordo com a denúncia, assinada pela promotora de Justiça Fânia Amorim, da 7ª Promotoria de Justiça Criminal da Comarca de Cuiabá, o casal causou prejuízos financeiros a 24 vítimas já identificadas, na ordem de aproximadamente R$ 4,4 milhões. 
 
Entre elas, empresários, desembargador, promotor de Justiça, servidor público, advogado, contador e agricultor.
 
O Ministério Público requereu ao Poder Judiciário que determine o desmembramento do inquérito policial para continuidade das investigações e identificação de outras vítimas que, aparentemente, não registraram boletim de ocorrência contra o casal.
 
No processo em que os acusados declaram autofalência, que inclusive foi extinto sem resolução de mérito, foi apresentada uma lista de 48 credores. A promotora de Justiça constatou ainda, em levantamento realizado no sistema Infoseg, a existência de diversas outras vítimas que deixaram de registrar boletins de ocorrências.
 
“Em relação a essas outras 37 vítimas, o titular da ação penal oferecerá, ser for o caso, nova denúncia criminal em face dos acusados. De qualquer modo, a grande quantidade de vítimas e o elevado valor total do prejuízo patrimonial demonstra o dolo intenso dos acusados, a justificar a imposição do regime inicial fechado para os cumprimentos das penas que lhes serão impostas no caso concreto”, destacou a promotora de Justiça, em um trecho da denúncia.
 
Consta nos autos que os denunciados trabalhavam como revendedores de veículos e receberam, em consignação, automóveis das mãos de seus proprietários para revendê-los a terceiros. O acordado era de que após a revenda fosse repassado o valor ao proprietário do veículo, descontando-se apenas uma quantia menor a título de corretagem. Contudo, os denunciados se apropriaram do valor total das revendas, causando elevado prejuízo financeiro para cada uma das vítimas.
 
Mudança de endereço
 
Além de oferecer a denúncia criminal, o Ministério Público também manifestou-se contrário ao pedido de mudança de domicílio de Cuiabá para Curitiba feito pelos denunciados.
 
A promotora de Justiça defende que se aguarde pelo menos as efetivações das fases de recebimento da denúncia e de citações pessoais dos acusados visando garantir a eficácia da instrução criminal, com os seus comparecimentos pessoais em Cuiabá, a cada audiência judicial que ocorrer, independentemente de suas intimações pessoais, acaso o juízo defira a referida medida.
 
O caso veio à tona em março deste ano, quando a empresa amanheceu com as portas fechadas, deixando dezenas de clientes na mão.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet