Agência da Notícia

14 anos no MT

Agência da Notícia, Segunda-feira 11 de Novembro de 2019

2 2
:
5 1
:
3 6

Últimas Noticias

Campanha Publicitária
publicidade

Notícias / Polícia

8 Nov 2019 - 14:40

Jovem acusada de comandar tráfico e liderar facção de dentro de penitenciária é alvo de operação

Nas investigações, foi identificado que uma jovem é uma das chefes da facção. Ela foi identificada como Mariana Reis Moscatelli de Carvalho, de 27 anos.

G1-MT

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)

Publicidade

A Polícia Civil de Sorriso, a 420 km de Cuiabá, realiza na manhã desta sexta-feira (8) a Operação Parentela. Os policiais tentam cumprir 12 mandados de prisões relacionados a crimes de tráfico de drogas roubos, receptação e organização criminosa.

Segundo o delegado o delegado André Eduardo Ribeiro, grande parte dos alvos são pessoas que já estão presas, porém que continuavam a cometer crimes, enviando ordens de dentro do presídio, para comparsas do lado de fora.

Nas investigações, foi identificado que uma jovem é uma das chefes da facção. A presa foi identificada como Mariana Reis Moscatelli de Carvalho, de 27 anos. Ela está presa na Penitenciária Ana Maria Couto May, em Cuiabá.

De acordo com o delegado, ela fazia com que todos os membros do grupo se reportassem a ela.

No total, foram doze mandados de prisão expedidos pela Justiça com base nas investigações da Polícia Civil de Sorriso, sendo cumpridos 9 das ordens judiciais até o momento.

Três dos suspeitos continuam foragidos e são procurados.

Em muitos casos identificados nas investigações, os presos, mesmo estando presos, mantinham contato com o mundo externo, dando ordens para cometimento de crime de roubo e tráfico de drogas.

Outro caso identificado é o de uma detenta, que cobra valores que são repassados a uma facção criminosa e que também atua em julgamentos realizados por membros da organização criminosa.

Os outros presos estão na penitenciária de Sinop e em Cuiabá.

Mariana

Mariana está presa desde dezembro de 2016, quando foi flagrada em investigações da Polícia Civil. Ela dava ordens aos membros da facção, recrutava novos integrantes e decidia quem poderia cometer crimes em Sorriso e nas cidades próximas.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet