Agência da Notícia

14 anos no MT

Agência da Notícia, Domingo 15 de Dezembro de 2019

0 5
:
1 8
:
4 5

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Geral

22 Nov 2019 - 14:40

Capitã da PM usa 'vestido-farda' em cerimônia de casamento na igreja em MT

Raíssa queria usar uma farda da PM, instituição na qual atua desde os 18 anos, então, fez um vestido-farda, mas não abriu mão do véu. O casal se casou na igreja e depois fez outra cerimônia em Cancún.

G1-MT

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)

Publicidade

A capitã da Polícia Militar Raíssa Helena Amorim Borges, de 30 anos, decidiu realizar um sonho e inovou no vestido de noiva. Ela queria usar a farda da PM, instituição na qual atua desde os 18 anos, e mandou fazer um vestido-farda, sem não abriu mão do véu. A cerimônia foi em uma igreja no dia 13 deste mês, em Cuiabá.

Raíssa contou que ela e o noivo, Matheus André Campos Borges, que é gerente de uma startup de agronegócios, queriam um casamento com a "cara deles". "A Polícia Militar vai além de ser apenas trabalho para mim e eu tinha o sonho de me casar fardada. Ele me apoiou totalmente", disse.

Até a dama de honra entrou na igreja com as alianças usando uma minifarda.

A noiva é policial militar há 10 anos. Segundo ela, a função a deixou mais forte e destemida. "É uma instituição muito importante para mim. Não é só o lugar onde eu ganho dinheiro, mas a felicidade em poder servir a outras pessoas", declarou.

"Entrei na polícia aos 18 anos, uma fase em que a gente está se descobrindo como adulto, como pessoa, e a polícia formou muito a minha personalidade, o meu perfil", comentou.

O casamento foi realizado em duas etapas. Primeiro, eles casaram na igreja, em Cuiabá, da qual participa com a família desde que a criança.

"Na igreja tivemos a benção e na cerimonia no civil dei um toque militar. Entrei com a farda e fiz o 'teto de aço' - aquele com espadas cruzadas para cima tipo túnel e os noivos passam embaixo", contou.

Casar na igreja sempre foi o sonho dela. "Queria casar na igreja em que a minha mãe criou a mim e aos meus irmãos. Então, o meu sonho era casar na igreja em que cresci e onde conheci meu marido", pontuou.

Antes de se conhecerem, ela afirmou que o marido não conhecia esse universo da polícia, mas que com o tempo passou a entender o que isso representa para ela. Eles namoraram durante um ano e seis meses.

A segunda parte do casamento aconteceu em Cancún e na cerimônia, na última terça-feira (19), onde ela usou um vestido branco, de noiva.

"E como eu também sonhava em me vestir de noiva tradicional. Então, além da cerimonia em Cuiabá. Viajamos para Cancún com a família e os amigos. Na praia reafirmamos os votos, fizemos um jantar e comemoramos durante três dias", lembrou.

Inserir comentário

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet