Agência da Notícia

Informação é Aqui!

Agência da Notícia, Quinta-feira 20 de Fevereiro de 2020

1 0
:
5 5
:
4 1

Últimas Noticias

publicidade

Notícias / Judiciário

3 Jan 2020 - 09:17

Desembargador manda soltar jovem sob fiança de R$ 103 mil

Motorista estava preso desde o dia 31, quando ocorreu o acidente na Avenida dos Trabalhadores

Mídia News

Mídia News

 (Crédito: Mídia News)

Publicidade

O desembargador Márcio Vidal estabeleceu fiança de 100 salários mínimos para a soltura de Wesley Patrick Villas Boas de Souza, de 23 anos, acusado de atropelar uma mulher e duas crianças na Avenida dos Trabalhadores, em Cuiabá. Os dois menores morreram.
 
A decisão foi proferida nessa quinta-feira (2). O acidente ocorreu no dia 31 e Wesley foi detido em flagrante.
 
O juiz Wladymir Perri, da Terceira Vara Criminal de Cuiabá, converteu o flagrante em prisão preventiva por duplo homicídio culposo e lesão corporal grave, durante audiência de custória realizada na quarta-feira (1º). 
 
Na decisão do desembargador Márcio Vidal, à qual o MidiaNews teve acesso, o magistrado afirma que a prisão preventiva do jovem foi desnecessária, visto que o crime foi culposo – quando não há intenção de matar.
 
O desembargador também entendeu que o argumento de manter a segurança pública é descabido, pois Wesley não possui antecedentes criminais, não fugiu no local do atropelamento e ainda prestou socorro às vítimas.
 
“De outro giro, o argumento utilizado pelo Juízo de base, para a decretação da prisão preventiva, calçada na garantia da ordem pública, qual seja, o clamor público, não é motivação idônea a justificar a segregação cautelar, conforme orienta o STF”, afirmou.
 
 
O argumento utilizado pelo Juízo de base, para a decretação da prisão preventiva, calçada na garantia da ordem pública, qual seja, o clamor público, não é motivação idônea a justificar a segregação cautelar
“Demais disso, soma-se o fato de o Paciente ostentar condições favoráveis, tais como, residência fixa, trabalho lícito e ser primário, consoante documentos anexos aos autos e consulta ao sítio eletrônico deste Tribunal de Justiça, de modo que não se sustenta a manutenção da prisão cautelar”, completou Vidal.
 
Conforme a decisão, Wesley deve pagar R$ 103,9 mil pela sua liberdade e ficará proibido de sair da cidade por mais de oito dias. Além disso, o motorista também teve a sua carteira de habilitação (CNH) suspensa.
 
O caso
 
No dia 31 de dezembro, Wesley conduzia uma caminhonete Dodge Ram branca na Avenida dos Trabalhadores.
 
Segundo informações de testemunhas, ele estaria dirigindo em zigue-zague na pista quando atingiu a família. Um menino de 10 anos morreu na hora.
 
O homem precisou ser conduzido até o Cisc Verdão pelos policiais militares para não ser linchado pelas testemunhas. As pessoas se revoltaram com situação e jogaram pedras no veículo.
 
A mulher e a segunda criança, de 3 anos, foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e conduzidas até o Hospital Municipal de Cuiabá (HMC). No entanto, a menor não resistiu e morreu. 
 
A Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran) está investigando o caso.
 


Vídeo Relacionado

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet