Imprimir

Imprimir Notícia

1 Fev 2019 - 08:56

De muletas, Neymar deixa Barcelona após exames em lesão no pé direito

Já em processo de recuperação da fratura no quinto metatarso do pé direito, Neymar deixou a cidade de Barcelona na manhã desta quinta-feira, depois de passar por exames. O atacante do PSG chegou ao aeroporto utilizando muletas para caminhar e foi abordado por alguns jornalistas, que fizeram perguntas sobre seu ex-clube.

Neymar rapidamente deixou o carro no qual chegou e depois entrou no saguão, sem responder às perguntas sobre a equipe catalã, como mostra vídeo publicado pelo site do jornal "Sport". O brasileiro utilizava uma roupa amarela, literalmente da cabeça aos pés, com direito a tênis e gorro na mesma cor. Depois, fez uma postagem no Instagram usando a legenda "Yellow vibe".

O brasuca também recebeu apoio do amigo e companheiro de elenco Thiago Silva, que fez uma postagem no Instagram em homenagem a Neymar.

Neymar chegou à cidade espanhola na última quarta, logo depois de o PSG divulgar comunicado no qual confirmou que o brasileiro passará por tratamento conservador e deve retornar aos gramados dentro de 10 semanas - a princípio, no meio de abril. O camisa 10 foi examinado na capital catalã, onde morou por quatro anos.

De acordo com o comunicado divulgado pelo PSG na última quarta, o grupo de médicos especialistas reunidos pelo clube - incluindo Rodrigo Lasmar, médico da seleção brasileira, que operou o jogador no ano passado - chegou à conclusão de que um "tratamento conservador" seria a melhor opção. Não haverá intervenção cirúrgica no momento, mas esta possibilidade não está totalmente descartada - tudo dependerá do processo de cicatrização.

Desta forma, Neymar só poderia retornar aos gramados a partir da 32ª rodada do Campeonato Francês, marcada para 13 de abril. Na Liga dos Campeões, o brasileiro certamente ficará fora das oitavas de final e provavelmente da primeira partida de uma possível quarta de final, marcada para a segunda semana de abril. No jogo de volta, que deve ocorrer uma semana depois, sua presença ficaria em aberto.

A boa notícia fica para a seleção brasileira, que, apesar de não poder contar com o camisa 10 nos primeiros amistosos de 2019, em março, deve ter Neymar a disputa da Copa América, que começará em 14 de junho.

 

Imprimir