Imprimir

Imprimir Notícia

20 Mai 2019 - 09:15

Vasco cede empate para Avaí no último minuto e segue na lanterna

Com uma atuação irretocável de Sidão, o Vasco caminhava para confirmar a vitória parcial por 1 a 0 sobre o Avaí, neste domingo, na estreia de Vanderlei Luxemburgo. Aos 49 minutos, os visitantes empataram na cabeçada de Daniel Amorim. Também de cabeça, Ricardo Graça abriu o placar. Sob vaias, o Cruzmaltino deixou São Januário vaiado e ainda na lanterna do Brasileiro, com dois pontos.
No primeiro compromisso à frente do Vasco, Luxemburgo escalou uma equipe com uma formação inédita em 2019, com a volta de Pikachu à lateral direita, nova chance a Andrey e Bruno César no meio de campo e reforçou a confiança em Maxi López com a braçadeira de capitão.
Com expectativa, o torcedor compareceu em bom número em São Januário e, enquanto teve paciência, fez a sua parte. A troca de peças na equipe, no entanto, não mudou a recente impressão deixada no início da competição.

Sem confiança e criatividade, o Vasco trocou passes sem objetividade enquanto o Avaí mostrou que estava disposto a deixar o penúltimo lugar. Contestado na derrota por 3 a 0 para o Santos, Sidão superou as críticas e evitou o pior no primeiro tempo.

Das oito finalizações dos visitantes, o goleiro fez quatro defesas difíceis. O Vasco arrematou quatro vezes, todas sem criar dificuldade para Vladimir. Neste cenário, a equipe deixou o gramado rumo ao vestiário sob vaias no intervalo.

Reconhecido pela habilidade de panoramas adversos no vestiário, Luxemburgo não demorou para mexer na equipe no segundo tempo. Primeiras apostas, Fellipe Bastos e Valdívia entraram no lugar de Andrey e Marrony, muito mal tecnicamente nos minutos que estiveram em campo.

Mais organizado, o Avaí explorou o nervosismo do Vasco, pressionado pelo relógio e pelo torcedor. Com mais duas defesas complicadas, Sidão continuava a salvar na defesa.

A sonora vaia direcionada a Bruno César, substituído por Jairinho, foi o sinal de que a paciência da arquibancada estava no limite. Ao tentar, sem sucesso, avançar, o Vasco deixou muito espaço no meio para o contra-ataque adversário.

No momento mais delicado do jogo, o Vasco abriu o placar, aos 36 minutos. Rossi levantou a bola na área para a cabeçada de Ricardo Graça. O suficiente para a torcida inflamar o Caldeirão. Depois da grande defesa de Vladimir na bola cabeceada por Werley, Fellipe Bastos, com o goleiro no chão, isolou no rebote.

No último minutos, o Avaí foi premiado pela insistência. Daniel Amorim, aos 49, ganhou de Ricardo Graça e Werley no alto para empatar de cabeça, frustrando os torcedores em em São Januário. O Fortaleza, domingo, no Castelão, será o próximo adversário no Brasileiro.

Imprimir